Servidores do TRF e da Justiça Federal discutem plano de saúde

Na próxima quarta-feira (12), às 15 horas, os servidores do TRF e da Justiça Federal realizarão assembleia para tratar das alterações na regulamentação do Pró-Social, em especial o alto reajuste na contribuição dos servidores.

Desde abril deste ano este tema tira o sossego dos servidores do TRF e da Justiça Federal, pois, além de arbitrárias, as mudanças provocam um reajuste desproporcional e injusto aos usuários do plano.

No dia 9 de maio, o Sindjus reuniu-se com o presidente do TRF e com o diretor-geral, que acertou com o sindicato uma nova reunião no final daquele mês, quando teria os resultados do estudo atuarial em andamento. Apesar dos inúmeros contatos do Sindjus, a reunião ainda não aconteceu com a justificativa da sobrecarga na agenda do diretor-geral.

Para o coordenador-geral do Sindjus Jailton Assis, “mesmo que o Pró-Social tenha problemas, eles devem ser equacionados com absoluta transparência e em parceria com os servidores, que é a grande maioria de usuários do plano de saúde. Além disso, é no mínimo incoerente primeiro aprovar o aumento para depois realizar o estudo atuarial.”

O que o Sindjus propõe ao Tribunal é o adiamento da implantação da Resolução que reajuste a contribuição dos servidores, a abertura de negociação e um estudo sério sobre o plano de saúde. Também é proposta do Sindjus que o Pró-Social passe a ser exclusivamente um plano de saúde de autogestão e não abranja o custeio, por exemplo, de funcionários terceirizados.

Para a delegada sindical Eliane Alves, “esta assembleia é muito importante e espero que os servidores tanto do TRF quanto da Justiça Federal participem. Temos de demonstrar nosso interesse pelo Pró-Social e nossa indignação com as decisões tomadas de forma arbitrária e sem prévia apreciação do Conselho Deliberativo.”

Para debater essas e outras propostas, participe da assembleia na próxima quarta-feira, às 15 horas, no TRF.

🔥23 Total de Visualizações