Contracheques do CNMP já têm reenquadramento com mais dois padrões

É hora de buscar o nosso!

A campanha “reenquadramento dois padrões já!” tem movimentado, de forma crescente, os servidores do Poder Judiciário, que exigem a correção dessa injustiça.

Em reuniões setoriais realizadas nos últimos dias pelo Sindjus em diferentes locais de trabalho, os servidores reclamam que depois de não conseguir os reajustes esperados no vencimento básico e na GAJ não podem ficar sem o reenquadramento.

Os coordenadores puderam observar que os servidores estão dispostos a ir com tudo para cima da cúpula do Judiciário no intuito de reivindicar o mesmo entendimento do Conselho Nacional do Ministério Público, que reenquadrou seus servidores em mais dois padrões.

No dia 22, o contracheque dos servidores do CNMP já veio com a correção referente à aplicação do reenquadramento com mais dois padrões.

Como se trata de carreiras irmãs, os servidores do Poder Judiciário reivindicam o mesmo tratamento dado para aqueles servidores do MPU.

Reivindicação legítima

O fato de o CNMP ter aplicado a progressão de mais dois padrões legitima a tese defendida pelo Sindjus e, até então, ignorada pelas autoridades competentes do Poder Judiciário. Embora o sindicato já tenha encaminhado requerimentos administrativos às mais diversas administrações e se reunido com presidentes de tribunais e diretores-gerais para tratar dessa questão, a cúpula do Judiciário não se movimentou no sentido de fazer esse reenquadramento.

Ato pelo reenquadramento

E já que eles não se movimentam, precisamos nos movimentar se não quisermos ficar a ver navios. Sabemos que a cúpula do Poder Judiciário só funciona a base de pressão, então vamos fazer um grande ato, com a participação de todos os servidores do Judiciário, no dia 8 de agosto, às 15h, em frente ao STF, para dizer que estamos cansados de enrolação. Reenquadramento com mais dois padrões já!

🔥18 Total de Visualizações