Após ato na PGR, servidores devem lotar plenário do CNMP nesta terça (6)

No dia 2 de agosto, o Sindjus promoveu mais um ato público, em frente à Procuradoria-Geral da República, pelo reenquadramento com mais dois padrões, como já decidido e implementado para os servidores do CNMP.

O ato teve como objetivo manter a mobilização em torno do reenquadramento com mais dois padrões para que tanto o atual quando o próximo PGR tenham a clareza de que não vamos abrir mão de justiça e isonomia no que diz respeito ao reenquadramento da Lei 12.773/2012.

Durante o ato, os servidores puderam demonstrar sua indignação com a falta de uma política de valorização dos servidores, por parte do PGR, Roberto Gurgel, que, entre outros desmandos, mesmo com entendimento favorável do CNMP, ainda não reenquadrou os servidores do MPU de modo a corrigir as injustiças da Lei 12.773/12.

Unidade

O ato uniu sindicatos e associações em torno de um objetivo comum: conseguir com que o CNMP estenda o reenquadramento justo feito a seus servidores a todo o Ministério Público. Para isso, é necessário que a atual composição do Conselho, cujo mandato está nos últimos dias, aprove essa matéria até o dia 7 (quarta-feira).

Os representantes das entidades convidadas presentes – Airton Pires (ASSTTRA), Marcos Ronaldo (ASMPF), Gleidson Fernandes (Sinasempu) e Cledo Vieira e Jean Loiola (Fenajufe) – reforçaram, em suas falas, que é importante que os servidores façam uma vigília durante os dias 6 e 7, pois como há muitos julgamentos previstos para essa sessão plenária, quanto maior a presença dos servidores, maior será a chance de o processo – que tem por objetivo reenquadrar, a exemplo do que foi feito para servidores do próprio Conselho, em mais dois padrões todos os servidores do MPU – ser julgado.

Os coordenadores do Sindjus José Oliveira (Zezinho) e Sheila Tinoco também estiveram presentes.

Transporte no dia 6

Ana Paula Cusinato informou que, durante o dia 6, haverá um carro exclusivo para o transporte de servidores da PGR ao CNMP (ida e volta), com parada na entrada do Bloco F.

No MPDFT e em promotorias que assim solicitarem, esse sistema de transporte também será disponibilizado pelo sindicato.

A sessão começa às 9h e tem reinício às 13h, sem previsão de encerramento. “O entendimento do CNMP de que todos nós servidores temos direito ao reenquadramento justo da Lei 12.773 é essencial para que os dois padrões sejam efetivamente estendidos a todos nós servidores do MPU. É importante que os servidores estejam presentes durante os dias 6 e 7, em um sistema de revezamento, para que o Plenário esteja sempre lotado”, argumentou Ana Paula.

🔥11 Total de Visualizações