Sindjus acompanha coleta de assinaturas de nova portaria do reenquadramento

Desde o final da semana passada, o Sindjus está acompanhando a coleta de assinaturas da nova Portaria Conjunta, que garantirá o reenquadramento com mais dois padrões para os servidores do Poder Judiciário.

Já estão confirmadas as assinaturas dos presidentes Joaquim Barbosa, pelo STF e CNJ, Félix Fisher, pelo STJ e CJF, Carlos Alberto, pelo TST e CSJT, além de Dácio Vieira, pelo TJDFT. Ainda ontem coordenadores do Sindjus estiveram no TSE para acompanhar a assinatura de Carmen Lúcia e, segundo a assessoria da direção-geral, não haverá dificuldades por parte da presidenta.

O Sindjus, que tem atuado desde janeiro deste ano pela consolidação da tese agora adotada pelo Supremo Tribunal Federal, espera que o reenquadramento tenha seu desfecho positivo ainda esta semana, garantindo aos servidores a manutenção de suas progressões já alcançadas.

Na sexta-feira, o Sindjus se reunirá com o diretor-geral do STF e, como se espera que a Portaria já esteja publicada, tratará do pagamento do reenquadramento retroativo a janeiro para os servidores do Supremo.

E agora, Janot?

Enquanto avança o reenquadramento no Judiciário, os servidores do Ministério Público aguardam uma atitude do procurador-geral da República, que precisa cumprir a decisão do CNMP de reenquadrar corretamente os servidores de todo o MPU.

O Sindjus espera que o abaixo-assinado que está circulando entre os servidores do MPU em todo o Distrito Federal sensibilize o PGR para que o reenquadramento possa ser incorporado ao salário dos servidores ainda na folha deste mês de outubro.

🔥11 Total de Visualizações