Confira aqui o balanço das assembleias setoriais

Neste espaço, o Sindjus traz até você um balanço da rodada de assembleias setoriais, ainda em curso, sobre nossa campanha salarial. Além de informações e declaração, você tem acesso às fotos. Acompanhe:

TJDFT Sede e Sig

26.03

O sentimento da assembleia do TJDFT Sede e Sig foi o de que não se pode esperar que o presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa, sem pressão, estenda a proposta de equiparação salarial dos servidores do Supremo com os do TCU. É necessário ir à luta em defesa dessa isonomia, pois os servidores já visualizam a dificuldade de se conseguir qualquer avanço de salário ou carreira se a categoria for fragmentada. O Sindjus explicou que pressionava a administração para que ela também fizesse sua parte de defender o reajuste (dois dias depois esse trabalho deu resultado com o Pleno aprovando um pedido de isonomia feito ao presidente Joaquim Barbosa). Os coordenadores explicaram que o momento de mobilização é justamente agora, que a presença de cada um no ato do dia 2 era importantíssima para que o processo de sucateamento de nossa carreira fosse interrompido.

Confira fotos

Leal Fagundes

25.03

Os servidores do Leal Fagundes atenderam ao chamado e participaram da assembleia que discutiu estratégias para a nossa luta pela valorização salarial. O fato de Joaquim Barbosa defender a divisão da categoria, transformando o TJDFT, por exemplo, em um carreirão, tem incendiado os ânimos dos servidores, que querem protestar.

Confira as fotos.

Fórum Guará

25.03

Os servidores do Fórum do Guará engrossaram o coro “isonomia já pra toda categoria”, demonstrando disposição em comparecer ao ato do STF, no dia 2, e nas demais mobilizações a serem organizadas pelo Sindjus para combater essa injustiça.

Veja as fotos.

VIJ

24.03

Os servidores da VIJ receberam com entusiasmo a assembleia setorial, afirmando que o caminho é a mobilização. Os presentes demonstraram indignação com a proposta de fragmentação do Judiciário e estão convencidos de que só a união de todos impedirá esse retrocesso.

Confira as fotos

Fórum Verde

24.03

“Todos ao STF”, foi esse o sentimento dos servidores do Fórum Verde em relação à proposta de se criar uma carreira específica para servidores do STF.

Confira as fotos

Riacho Fundo, Gama, Samambaia, Ceilândia

Comungando do clima de indignação com a ameaça de se tornarem servidores de uma 5ª categoria, os servidores de Riacho Fundo (19.03), Gama (19.03), Samambaia (18.03) e Ceilândia (18.03), em suas respectivas assembleias setoriais, defenderam a ampliação da mobilização para a realização de um grande ato em frente ao STF que repudie a fragmentação da carreira. Para esses fóruns é preciso demonstrar a Joaquim Barbosa a força da nossa categoria.

Confira as fotos do Gama

Confira as fotos de Samambaia

Justiça Federal

18.03

Os servidores da Justiça Federal, durante assembleia, salientaram que o momento é o de união e participação de todos. Para trabalhar o envolvimento da categoria nesta campanha de isonomia, propuseram a realização de um abaixo-assinado (já disponível em nosso site) para que todos pudessem dizer “não” à proposta de fragmentação encampada por Joaquim Barbosa.

Confira as fotos

TRT
Varas Trabalhistas e Sede

17.03

Nesta data, o Sindjus realizou duas assembleias setoriais, uma voltada às Varas Trabalhistas e outra ao TRT Sede. Os servidores das varas demonstraram grande preocupação com a cisão proposta por Joaquim Barbosa, que ameaça deixar em situação de abandono total o restante do Judiciário. Entenderam que o caminho é a mobilização. No Edifício Sede, os servidores também discutiram estratégias de luta e vão participar dos eventos. Num futuro breve, o Sindjus vai percorrer todas as salas da Justiça do Trabalho e do TRT para continuar o trabalho de conscientização dos servidores.

Para a servidora Adalgiza Cecília Goiabeira, da 1ª Vara do Trabalho, a assembleia das varas foi muito boa e unânime em dois pontos: o clima de indignação generalizado e a definição que ir para rua é a única saída. “Pessoas que não aderiram à última greve estavam lá, participando. Todos rechaçaram a proposta de fragmentação defendida por Joaquim Barbosa. Estamos só esperando o chamado do sindicato para ir às ruas mesmo”, frisou Adalgiza, que afirmou que os servidores saíram da assembleia com o compromisso de mobilizar os colegas.

Clique AQUI para ver as fotos

Taguatinga

13/03

Os servidores do Fórum de Taguantiga, que participaram de forma bastante ativa da assembleia, afirmaram que o Sindjus está no caminho certo ao defender que o reajuste a ser dado para os servidores do STF, segundo proposta de Joaquim Barbosa, seja estendido a toda categoria, garantindo a isonomia. Para os presentes, é necessário aumentar a mobilização ao máximo e as assembleias setoriais são fundamentais para isso, de modo que possamos conquistar esse reajuste.

Para o delegado sindical Thiago Henrique, a assembleia foi muito proveitosa e esclareceu muitas dúvidas dos servidores, inclusive qual o plano será atacado. “A questão de Joaquim Barbosa só querer privilegiar os servidores do STF com reajuste foi o ponto chave que fez os servidores compreenderem que só vamos ter valorização salarial se todos estiverem envolvidos nesta campanha”, explicou.

Clique AQUI para ver as fotos

Santa Maria

12/03

“Realizar um grande ato no STF”, esta foi ideia central da assembleia realizada no Fórum de Santa Maria, na qual os servidores salientaram a importância de se instalar uma mesa de negociação para que a categoria não fique refém do autoritarismo de Joaquim Barbosa. Os servidores são unânimes ao dizer que precisamos buscar a unidade e pressionar o Supremo por equidade de tratamento.

De acordo com Carlos, do Fórum de Santa Maria, o Sindjus deve continuar trabalhando a mobilização dos servidores, conscientizando-os sobre a necessidade de abraçarem esta campanha. “Ou é para todo mundo ou não é para ninguém, este é o mote da nossa luta. Não vamos admitir tratamento diferenciado”, afirmou Carlos em razão da proposta de Joaquim Barbosa só contemplar os servidores do STF.

Clique AQUI para ver as fotos

Sobradinho

27/02

Os servidores do Fórum e Promotoria de Sobradinho concordaram que, no mínimo, uma proposta de recomposição salarial precisa encaminhada ao Congresso Nacional o mais rápido possível. O sentimento é o de que não dá mais para esperar pela nova garfada da inflação, que tem corroído vertiginosamente os salários da categoria desde a aprovação do último plano, em 2006.

Para o delegado sindical Marcelo Novaes (Sobradinho) a hora é agora de união: “Embora o sindicato tenha suas diferenças políticas, há uma causa maior que precisa ser abraçada por todos – a luta pelo reajuste salarial. Com a defasagem dos últimos anos, não só nós servidores, mas todas as nossas famílias sofrem esse arrocho. Independentemente de linha política, precisamos nos unir e ir buscar esse reajuste”.

Clique AQUI para ver as fotos

Planaltina

26/02

Com o espírito “Queremos no mínimo a recomposição salarial”, o Sindjus esclareceu aos servidores do Fórum e Promotoria de Planaltina o quanto nossos salários estão defasados em relação a outras carreiras e, com cálculos concretos, demonstra que esta luta é possível, pois temos um argumento muito forte – o da perda vertiginosa do nosso poder de compra pela inflação.

Os servidores demonstraram otimismo com a campanha salarial 2014, tiraram dúvidas e expuseram a necessidade de que toda categoria seja mobilizada para que o objetivo maior – a valorização salarial – possa ser alcançado.

Clique AQUI para ver as fotos

Brazlândia

25/02

O Sindjus deu início, no Fórum e Promotoria de Brazlândia, à rodada de assembleias setoriais que vai percorrer locais de trabalho do Judiciário e do MPU no intuito de organizar e mobilizar a categoria em torno da campanha pelo reajuste emergencial, uma vez que nossos salários foram 50,47% corroídos pela inflação acumulada nos últimos seis anos.

A servidora Priscila Cândida da Costa, de Brazlândia, destacou a importância dos presidentes de tribunais superiores e do TJDFT se envolverem nessa campanha. “Antes de deflagrar greve, o Sindjus precisa promover uma articulação com as administrações para que todos aqueles que têm responsabilidade com a nossa carreira possam abraçar esta campanha de valorização salarial. Os presidentes precisam ser tão mobilizados quão a categoria, pois defender o nosso reajuste deve ser não apenas uma bandeira, mas um compromisso assumido por eles. Além de dar respaldo ao nosso movimento, esse trabalho vai motivar ainda mais a mobilização dos servidores”.

Clique AQUI para ver as fotos

🔥14 Total de Visualizações