GT do MPU: Administração não apresenta proposta e Sindjus defende GAMPU de 190%

naltrexone side effects

naltrexone hydrochloride read

Na manhã desta terça-feira (6), o Sindjus, representado pela coordenadora Ana Paula Cusinato, participou da primeira reunião do Grupo de Trabalho instalado para discutir o reajuste salarial dos servidores do Ministério Público, juntamente com o secretário-geral adjunto, Danilo Dias, responsável pelo GT, a assessora Sabrina Maiolino e o diretor do Sinasempu Darci Rodrigues.

Logo no início da reunião, o secretário-geral esclareceu que a administração do MPU não tinha proposta formulada para ser apresentada sob o argumento de ter optado em ter como primeiro passo desse processo ouvir os sindicatos.

Diante desse cenário, a coordenadora Ana Paula Cusinato, coerente com o que havia acordado com o Sinasempu, defendeu a GAMPU de 190% como a melhor alternativa para se chegar ao reajuste pretendido.

“Elevar a GAMPU para 190% é o caminho mais rápido e eficiente para conseguirmos o reajuste pretendido”, afirmou Ana Paula, que ainda explicou ao SG o que isso significa em números, apresentando como ficariam os salários iniciais e finais de analistas e técnicos. O diretor do Sinasempu reforçou esse caminho.

O secretário-geral adjunto explicou que a intenção do PGR, Rodrigo Janot, é de trabalhar a valorização dos servidores e que compreende que o principal ponto a ser tratado é a questão salarial, mas destacou que a conjuntura não é nada fácil para se aprovar um reajuste nesse momento.

Ana Paula contra-argumentou que é necessário aproveitar esse clima de turbulências, com a proximidade das eleições e a popularidade do governo caindo, para emplacar esse reajuste.

O secretário-geral adjunto se comprometeu a levar a proposta de GAMPU 190% ao procurador-geral da República e para a administração para que sejam feitos os devidos estudos sobre sua viabilidade.

A expectativa do Sindjus é que a proposta seja fechada no dia 22, data da próxima reunião. Até lá, é preciso crescer a mobilização para que os servidores pressionem a cúpula do MPU pela GAMPU de 190%.

“Vamos fazer assembleias setoriais no MPU no intuito de conscientizar os servidores sobre essa proposta e de mobilizar a categoria para que possamos ter o reajuste que merecemos”, frisou Ana Paula Cusinato.

🔥22 Total de Visualizações