Em carta aberta, Sindjus cobra posição de PGR

Em razão do descaso com que o PGR, Rodrigo Janot, tem tratado questões de interesse dos servidores do MPU, sobretudo, no que diz respeito à proposta de reajuste salarial, o Sindjus dá publicidade a uma carta aberta ao Procurador-Geral da República explicando com detalhes o processo de nossa desvalorização salarial e cobrando providências imediatas para solucionar esse impasse.

A carta, que será encaminhada ao próprio Janot e amplamente divulgada, afirma que a defasagem salarial dos servidores em relação à inflação acumulada desde a aprovação do nosso último plano está em torno de 40% e que nosso abismo salarial em relação a outras categorias só fez crescer, pois não tivemos projeto algum de reajuste salarial aprovado do segundo mandato do governo Lula pra cá.

É colocada a expectativa que todos geraram em torno da posse de Janot, considerando o fim da Era Gurgel, e também a conclusão de que até agora nada mudou seja no universo macro ou micro que envolve os servidores.

A carta também traz a frustração com o Grupo de Trabalho do MPU ainda mais se comparado ao do Judiciário, que já levou a proposta ao Congresso e incluiu os valores do reajuste nos pré-limites orçamentários.

Cobrando celeridade e coerência, o Sindjus espera que com essa carta o PGR reveja a forma como vem tratando a entidade sindical e os servidores.

Veja abaixo a carta na íntegra.

🔥9 Total de Visualizações