Ato no TJDFT/TRE contagia servidores e fortalece greve

Centenas de servidores de vários locais de trabalho compareceram ao ato desta sexta-feira (8), fazendo muito barulho em frente ao Bloco A do TJDFT. Apitos, buzinas e palavras de ordem fizeram com que o Sindjus fosse chamado à secretaria-geral. O coordenador-geral do Sindjus Jailton Assis foi até lá e reforçou os motivos da greve, explicando a importância de o presidente do tribunal se envolver nas negociações em prol do reajuste dos servidores e solicitou audiência com o Des. Presidente para a próxima semana.

Depois de interditar a pista entre o Bloco A e o Palácio e chamar à greve os servidores que ainda continuavam trabalhando, a multidão saiu com faixas e bandeiras numa marcha até o TRE. Os servidores fizeram também bastante barulho em frente ao Tribunal Regional Eleitoral no intuito de contagiar os colegas a participar do movimento grevista. Vários servidores saíram do local de trabalho aderindo ao movimento. Mesmo sob um forte sol, os servidores demonstraram muita animação e vontade de lutar pelo reajuste.

Dúvidas Esclarecidas

Ao final da marcha, o coordenador Jailton Assis passou diversos informes à categoria, principalmente tirando dúvidas dos servidores. Vamos aos principais pontos:

O STF aprovou no dia 7, em Sessão Administrativa, a proposta orçamentária do Supremo Tribunal Federal para 2015 e a inclusa ode recursos para o PL 6613/09. Informou também que todos os ramos do Judiciário façam o mesmo. O CNJ tem até o dia 15 para consolidar a proposta do Judiciário e encaminhar para o Executivo.

O MPU, que está mais adiantado nesse processo, já aprovou também sua proposta orçamentária, inclusive o CNMP já consolidou a proposta dos ramos. Falta agora o envio da mensagem do MPU com a inclusão dos recursos no Anexo V do Orçamento par ao PL 6697.

Depois de lutar para que Judiciário e MPU encaminhem a proposta ao Executivo até o dia 15, a luta é para que o Executivo encaminhe até o dia 31 de agosto a proposta na íntegra ao Congresso Nacional sem cortes.

O ministro Lewandowski e o PGR, Janot, autorizaram o diretor-geral do STF, Amarildo Oliveira, e o secretário-geral da PGR, Lauro Cardoso, a procurarem o Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão para cumprir a parte técnica referente à consolidação do reajuste. No entanto, insistimos que é necessário cumprir com urgência a parte política, que é a negociação entre os chefes do Judiciário e do MPU com a presidenta Dilma Rousseff.

Caravanas solidárias

Na terça-feira (12) da próxima semana, vamos fazer caravanas solidárias. Os servidores dos locais mais mobilizados vão pegar o transporte do Sindjus e se dirigir para aqueles locais em que a greve ainda não pegou. É importante que todos levem a chama da greve para que o movimento se alastre com a força que precisamos para empurrar as negociações e o respeito a nossa categoria.

Os servidores do Fórum Mirabete, do TRF e do STJ vão para a Justiça Federal.

Os servidores do Fórum de Taguatinga vão para o Fórum de Brazlândia.

Os servidores dos fóruns de Sobradinho, Planaltina, Ceilândia, Samambaia, Fama, Riacho Fundo I, Núcleo Bandeirante, Guará, Paranoá, Santa Maria e São Sebastião vão para o Fórum Leal Fagundes

Os servidores da Fazendinha, do TRT Sede, das Varas Trabalhistas de Taguatinga e TST vão para as Varas Trabalhistas

Os servidores da VIJ, do Fórum Verde, do SIG e do Sigão vão para o TJDFT Sede e depois para o Fórum Verde

Os servidores do MPDFT (Promotorias e Garagem) vão todos para Sede e lá visitarão os andares que ainda não estão mobilizados

🔥17 Total de Visualizações