Com comando de greve formado só por mulheres, VIJ está fazendo história

A greve na Vara de Infância e Juventude está crescendo graças ao empenho da delegada sindical Sandra Menezes e dos servidores que já aderiram à paralisação. De forma aguerrida, um comando de greve formado só por mulheres tem sensibilizado os colegas para a VIJ entre na greve de uma vez por todas. O trabalho de convencimento não é fácil, pois a vara em questão não tem um histórico de participação muito ativo em greves. Porém, dessa vez 25 servidores já aderiram plenamente à greve e outros têm participado dos atos. Essa greve é, sem dúvida, para entrar para a história da VIJ.

Nesta terça-feira (12), Sandra organizou uma reunião para trabalhar a organização da greve na VIJ, que tem feito piquetes todos os dias, inclusive com uma tenda. Segundo ela, esse trabalho, que contou também com uma blitz realizada pelo Sindjus, vem dando resultado e a VIJ está cada dia mais animada em relação ao movimento paradista. O cartório só está funcionando por causa dos terceirizados, cedidos e estagiários. Os servidores pararam. A expectativa de Sandra é o que mais e mais servidores adiram à greve nos próximos dias.

🔥10 Total de Visualizações