Greve se alastra pelo MPDFT e já causa reflexos no dia a dia do órgão

A chama foi acesa e graças ao trabalho do Sindjus e daqueles que já paralisaram suas atividades há vários focos de greve intensa no MPDFT. Servidores de várias promotorias estão nas ruas. Há índices altos de paralisação em várias promotorias do Edifício-Sede, como as promotorias criminais. E 70% do Setor de Transporte pararam levando a nítidos reflexos na rotina do órgão. Sem dúvida alguma, a paralisação desse setor está dando o que falar. E tem de ser assim em todos os outros setores, é por isso que temos de trabalhar.

Nesta terça-feira (12), durante reunião com servidores do Departamento de Apoio Administrativo garantiu-se o compromisso daqueles servidores com a greve. Além de tirar dúvidas, principalmente no que diz respeito ao objetivo do movimento e razões de ordem legal, os servidores se convenceram de que a greve é o caminho a ser seguido para viabilizar um reajuste salarial que atenda às necessidades de uma categoria que há oito anos perde para a inflação.

MPDFT vai hoje ao TSE

O compromisso dos servidores do MPDFT com a luta pela aprovação do nosso reajuste foi reafirmado ontem durante o piquete em frente ao Edifício-Sede e todos irão ao ato hoje no TSE. Também ficou decidido que todos os dias haverá concentração às 13h30 em frente ao prédio.

Ato no MPDFT nesta quinta

Para consolidar a chama dessa greve, que deve ser cada vez mais alimentada pelos servidores de todos os locais de trabalho, haverá um ato, nesta quinta-feira (14), com concentração no MPDFT Sede, às 13h30, partindo, em caravana solidária, ao Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), no SIG.

É importante que todos participem, estimulando os colegas a aderirem o movimento paredista. Quem já aderiu à greve deve ser inspiração para aqueles que ainda não se convenceram de que essa é a única forma de consolidarmos a inclusão dos recursos, já encaminhados pelo PGR ao Executivo, no PLOA à aprovação do substitutivo do PL 6697/09.

Ligue para agendar reunião

Se o seu setor ainda não aderiu à greve e você quer fazer uma reunião com seus colegas, ligue ou mande WhatsApp para a coordenadora Ana Paula Cusinato (9301.0145).

🔥18 Total de Visualizações