Greve em Taguatinga leva juiz a suspender prazos processuais

claritin and pregnancy category

claritin and pregnancy

A intensidade da greve no Fórum de Taguatinga é tamanha que o juiz de Direito da 3ª Vara Criminal João Lourenço da Silva suspendeu, a partir do dia 15 de agosto, os prazos processuais, com exceção às medidas urgentes e processos em tramitação prioritária. O trabalho do Sindjus é para que essa mesma medida seja tomada em todas as circunscrições do Distrito Federal atestando a força da nossa greve.

O movimento paredista no Fórum de Taguatinga é referência para outros locais de trabalho que ainda não aderiram à greve como esperado, tanto que os servidores de Taguatinga têm se solidarizado com os demais colegas em caravanas solidárias no intuito de fortalecer a adesão em outras cidades.

Clique AQUI para visualizar a Portaria.

Até juiz defende greve

O integrante do Comando de Greve Sérgio Vieira informou que, nesta segunda-feira (18), em visita aos servidores do Cartório da 4ª Vara Cível para realizar um trabalho de convencimento sobre a importância de aderir à greve, o juiz de Direito José Roberto, que é titular da Vara, pediu a palavra para apoiar o movimento dizendo que a greve é o caminho a ser tomado. Afirmou que diante desse governo uma conquista como essa só vem por meio de muita pressão. E garantiu que não haverá qualquer retaliação aos servidores daquela Vara. Para Sérgio, partindo de um juiz, a fala é bastante mobilizadora e deve ter eco em todos os locais de trabalho.

O delegado sindical e também integrante do Comando de Greve, Thiago Henrique, também ressaltou a importância da intervenção do juiz no sentido de defender a greve. Durante sua fala, o magistrado em questão citou que quando era servidor também participou de movimentos grevistas. Thiago lembrou também que até a diretora da Secretaria fez coro ao juiz enfatizando a importância de se fazer greve para a valorização de todos.

Sérgio ainda informou que recentemente os juízes dos Juizados Especiais se reuniram e também compreendendo as razões do movimento decidiram que aqueles que estão na greve não terão qualquer tipo de retaliação mesmo que o atendimento, por falta de pessoal, siga precário.

Sucesso

Thiago enfatiza que um dos pontos fortes da greve no Fórum de Taguatinga responsável por esse sucesso todo são os piquetes de convencimento. Ao contrário de impedir os servidores de entrar no prédio, os grevistas conversam com eles explicando a importância de fortalecer a greve. Nesta segunda-feira (18) o delegado sindical destaca a participação de 50 servidores no arrastão de sensibilização realizado no Fórum. Explica ainda que não existe “greve de pijama” em Taguatinga, pois os grevistas estão com muita disposição de participar de arrastões e atos, enfim, das atividades da greve.

Essa opinião é reforçada por José Joventino (Tininho), também integrante do comando de greve, que afirma que nunca viu uma greve nessa proporção que está ocorrendo no Fórum de Taguatinga. Sua avaliação é de 95% do Fórum de Taguatinga está parado e que esse índice só não é de 100% por conta dos comissionados. Destaca o grau de conscientização alcançado pelos servidores que estão, inclusive, motivados a espalhar essa greve por todo o Distrito Federal.

Para Tininho o Fórum de Taguatinga é exemplo a ser seguido. Para se ter ideia da dimensão do movimento, os cartazes de greve estão, inclusive, nas portas dos cartórios que estão fechados. Para ele, o sucesso da greve está justamente na determinação dos servidores que estão dispostos a lutar até a vitória.





o integrante do Comando de Greve Thiago Henrique



o integrante do Comando de Greve Sérgio Vieira


o integrante do Comando de Greve José Joventino (Tininho)

Crédito das fotos: Daniel Nogueira e Marina Soares

🔥45 Total de Visualizações