Comando de Greve indica suspensão da greve a partir de hoje e cancelamento do ato

Na tarde desta terça-feira (9), após reunião da diretoria com o ministro Lewandowski e realização de ato na Justiça Federal, o Comando de Greve se reuniu e decidiu, por ampla maioria, indicar para a assembleia-geral desta quarta-feira (10) a suspensão da greve a partir do dia 10 de setembro. Dos 57 presentes, apenas três votaram contrários a essa proposta e 4 se abstiveram. Em seguida, em outra votação, também ampla maioria decidiu pelo cancelamento do ato do dia 10.

Além do MS impetrado pelo PGR, Rodrigo Janot, no dia 5, contra os cortes orçamentários do Judiciário e MPU e do fato de o ministro Lewandowski ter demonstrado apoio ao nosso reajuste, o Comando de Greve considerou para tal decisão o refluxo significativo nos mais variados locais de trabalho, de forma que o movimento grevista tem perdido adesão de forma nítida, e a ameaça de corte de ponto no TJDFT se materializando por meio de um processo administrativo.

Todos os locais de trabalho, com exceção dos fóruns de Samambaia e Núcleo Bandeirante, defenderam a suspensão da greve. O entendimento é para que a greve seja suspensa, mas que o estado de greve seja mantido. Inclusive, foi aprovado o indicativo de nova reunião do Comando de Greve no dia 10 de outubro, após a audiência que o Sindjus terá com o presidente Lewandowski no dia 8 do mesmo mês.

Tais indicações serão, portanto, levadas à assembleia-geral desta quarta-feira, às 13h30, na Praça dos Tribunais (SAUS).

PS: Em relação ao corte de ponto, foi informado aos presentes que durante a reunião com o ministro Lewandowski foi discutido esse tema, inclusive a Fenajufe relatando que em diversos estados os tribunais tomaram essa medida. O diretor-geral Amarildo Oliveira explicou que recentemente o STF decidiu favorável à negociação dos dias parados. A pedido das entidades sindicais, tal decisão será levada a todos os ramos do Judiciário e ao MPU.

🔥12 Total de Visualizações