Sindjus na luta pela valorização dos servidores da Gráfica do Guará

No dia 26 de setembro, o Sindjus foi até a Gráfica do Guará conversar com os servidores que estão bastante preocupados com o rumo dos acontecimentos. Em nome de um processo de reestruturação, a chefia recebeu um comunicado que deveria retirar 50% das funções deste local de trabalho de forma emergencial. O comunicado chegou por volta de 12h e a porcentagem supracitada de funções teria de ser subtraída até às 19h do mesmo dia.

De forma absurda, juntaram dois, três setores em um só para diminuir o número de funções. E tudo isso foi feito sem consulta prévia aos servidores e sem se preocupar com a desorganização instalada na Gráfica, pois tudo era muito bem estruturado e dividido, como, por exemplo, um setor destinado à impressão gráfica e outro para encadernação. Agora, servidores que dedicaram 20, 25 anos de suas vidas a essa gráfica estão sendo desrespeitados.

Os servidores querem saber se essa reestruturação é para extinguir a gráfica, para onde vão essas funções, o que vai ser de cada um deles. Há também um pedido para que os servidores efetivos sejam valorizados, pois a chefia antiga não pertencia ao quadro. O Sindjus informou que tem até um PA no TJDFT nesse sentido, de que as administrações valorizem sempre os servidores da casa.

O Sindjus vai levar todas essas preocupações ao Secretário-Geral do TJDFT, pedindo respeito aos servidores da Gráfica do Guará.

🔥8 Total de Visualizações