Servidores vencem repressão truculenta da PMDF e realizam Ato em frente ao STF

amlodipine

amlodipin blog.jrmissworld.com

Os servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público ocuparam a Praça dos Três Poderes no início da tarde desta quarta-feira (22) para o Ato Nacional pela recomposição salarial e foram novamente agredidos pela PMDF, que repetindo suas ações truculentas jogou spray de pimenta e distribuiu empurrões nos servidores, diretores e trabalhadores responsáveis por montar uma tenda de forma a impedir que a proteção contra o sol fosse montada na Praça dos Três Poderes.

A coordenadora Sheila Tinoco convocou os servidores de Brasília e dos outros estados a formarem um círculo, de mãos dadas, de modo a dar condições dos trabalhadores montarem a tenda. E aos gritos de “não à repressão”, a tenda foi montada, um ato simbólico importantíssimo para demonstrar a unidade da categoria que enfrentou o abuso de poder da PMDF em nome da luta pela democracia, pelo direito de greve e de ocupar um espaço que é dos cidadãos.

Com a tenda montada, abrigando os servidores de um sol impiedoso, o ato teve início com falações dos dirigentes sindicais representantes de Brasília e de outros estados. Falas que evocaram a necessidade de intensificar a luta pelo reajuste e de combater a violência da PMDF. Os coordenadores do Sindjus afirmaram que, a exemplo do que fizeram em relação ao episódio da semana passada, vão acionar a corregedoria da PMDF contra esse abuso de poder.

Ao final das falações, os servidores com apitos, buzinas e faixas foram para a lateral do STF, fazer muito barulho para que o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, e o PGR, Rodrigo Janot, se empenhem na viabilização dos PLs 7920 e 7919/14.

Negociação

Segundo informações obtidas junto ao diretor-geral do STF, Amarildo Oliveira, a nova reunião entre os representantes do Judiciário e do MPU e integrantes do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão ficou para a próxima quinta-feira (23). O coordenador Jailton Assis explicou que a reunião ainda não ocorreu em razão de a ministra do MPOG, Miriam Belchior, estar viajando pelo país e só estará em Brasília na quinta-feira. Afirmou que Amarildo ainda avisou que a contraproposta do Executivo ao Orçamento do Judiciário estaria pronta, entretanto ainda precisa ser ratificada pela ministra Miriam Belchior e pela presidenta Dilma para ser apresentada ao Poder Judiciário. O secretário-geral da PGR, Lauro Cardoso, também vai participar da reunião.

Assembleia transferida

A assembleia-geral que ocorreria hoje, após o ato, na Praça dos Tribunais, foi transferida para a Praça dos Três Poderes em razão do atraso do ato em decorrência do tumulto provocado pela PMDF. O Sindjus enviou transporte para buscar os servidores que aguardavam, na Praça dos Tribunais, o início da assembleia.

Foi aprovado que o único ponto votado pela assembleia fosse a realização de uma nova assembleia-geral na sexta-feira próxima (24) para avaliar a conjuntura, uma vez que há expectativa da contraproposta ser apresentada nesta quinta. Portanto, foi aprovado, por unanimidade, assembleia-geral, dia 24, às 15h, na Praça dos Tribunais.













Crédito: Daniel Nogueira

🔥16 Total de Visualizações