Desembargador vota a favor do enquadramento dos auxiliares e empata placar no CJF

Nesta segunda-feira (9), atendendo ao chamado do Sindjus, os Auxiliares compareceram ao plenário do Conselho da Justiça Federal para acompanhar o processo que trata de uma reinvindicação antiga da categoria que é sua transformação para nível intermediário. Antes da sessão, o sindicato entregou ofício defendendo esse enquadramento a todos os conselheiros.

O Sindjus pediu preferência à análise do processo que diz respeito diretamente aos Auxiliares da Justiça Federal e do TRF e foi prontamente atendido. O desembargador Tadaaqui Hirose, presidente do TRF da 4ª Região, que tinha pedido vista, proferiu voto totalmente divergente da relatora, ministra Maria Thereza, entendendo que o Auxiliar Operacional de Serviços Diversos deve sim ser enquadrado como nível intermediário.

Após o voto do desembargador, a ministra Laurita Vaz, vice-presidente do CJF, pediu vista. O Sindjus vai pedir audiência com a ministra para explicar o quão importante é realizar esse enquadramento.

O coordenador-geral do Sindjus, Cledo Vieira, que acompanhou a sessão, afirmou que o sindicato ainda não teve acesso ao voto do desembargador Tadaaqui, mas que com certeza ele é fruto da luta de todos os auxiliares do País, em especial do Rio Grande do Sul, que continuam se mobilizando e acreditando na vitória.

Assim que o Sindjus tiver acesso ao voto, colocará em seu site e chamará uma nova reunião com as auxiliares para definir os próximos passos dessa luta. Permaneça atento e mobilizado!

🔥10 Total de Visualizações