Servidores se unem em torno de projeto habitacional no Alphaville

No passado, os servidores do Judiciário se uniram e viabilizaram residenciais no Noroeste, tornando possível o sonho da casa própria em um dos setores mais valorizados de Brasília. Agora, com um projeto similar, novamente é anunciada a criação de grupos para a construção de dois edifícios, com apartamentos de 2 e 3 quartos (62 e 78m²) no Alphaville, por preço abaixo do mercado (R$ 4.250,00 o m²) e facilidades de pagamento (entrada de R$ 7.000,00 a R$ 10.000,00 (podendo ser parcelada em duas vezes) e parcelas entre R$ 500,00 e R$ 800,00.

Nova reunião

O encontro ocorrido no dia 26 de março foi um sucesso. Mais de 100 colegas participaram e já incluíram seus nomes na lista de interessados.

Agora, dia 16, às 20h, haverá uma nova reunião voltada aos colegas que não puderam comparecer no encontro passado. Será no Auditório da Secretaria de Fazenda do DF, localizado no Setor Bancário Norte Ed. Vale do Rio Doce.

Vantagens

A grande vantagem de se construir nessa formatação é o custo inferior ao praticado no mercado, pois os encargos financeiros são definidos de acordo com a necessidade do projeto e não conforme a conveniência da construtora. Além disso, o grupo pode sugerir modificações, como padrão de acabamento, tamanho dos apartamentos, acrescentar ou retirar equipamentos de lazer… Os sonhos vão tomando forma em conjunto para serem executados com toda segurança. Isso porque os recursos só são transferidos à construtora após o cumprimento de cada etapa da construção, preservando o capital.

Os passos para transformar esse projeto em realidade são:

1. FORMAÇÃO DO GRUPO

Para a viabilização do Projeto, primeiramente, é necessário ter a quantidade de colegas interessados em participar.

2. CONVOCAÇÃO DE UMA ASSEMBLÉIA GERAL

Formado o grupo é convocada uma Assembleia Geral para definir os seguintes pontos:

a) Características do empreendimento;
b) Aprovação e constituição de uma associação conforme o Código Civil;
c) Aprovação do Estatuto da associação;
d) Eleição da Diretoria e do Conselho Fiscal da associação;
e) Contratação da construtora.

3. EXECUÇÃO

Concluídos os passos anteriores parte-se para a execução dos objetivos propostos no Estatuto da Associação: A compra do terreno, elaboração e aprovação dos projetos de arquitetura e engenharia, contração do financiamento bancário, início e acompanhamento das obras, etc.

Nessa fase, devido à expertise inerente ao ramo, a construtora auxiliará a Associação em todo o processo de gestão do projeto, mas as decisões são sempre tomadas pela Diretoria eleita pelo grupo e com aval de todos.

Contatos dos colegas para eventuais dúvidas:
Ésio Araújo – Tel: 9117-3908 ( [email protected])
Eduardo Melo – Tel: 9966-9357( [email protected])
Patrícia Fonseca – Tel: 8300-4600( [email protected])

🔥66 Total de Visualizações