Ato cobra STF, que recebe Planejamento

buscopan torrino

buscopan reflusso redirect


Negociações continuam abertas

Os servidores do Poder Judiciário e do MPU atenderam ao pedido do Sindjus e compareceram em grande número à Praça dos Três Poderes fazendo muito barulho para pressionar Lewandowski e Janot pelo avanço das negociações com o Executivo. Durante a mobilização, o diretor-geral do STF, Amarildo Oliveira, responsável pelas negociações orçamentárias recebeu o Ministério do Planejamento que não levou uma proposta objetiva. O único discurso do Executivo é de que não tem como viabilizar parcela alguma do reajuste em 2015. No entanto, o diretor-geral reafirmou a necessidade de iniciar a implementação do reajuste dos servidores já neste ano.

Após a reunião do Planejamento com Amarildo, os coordenadores do Sindjus Jailton Assis e Cledo Vieira, e da Fenajufe, João Evangelista e João Batista, foram recebidos pelo DG, que passou as informações sobre a reunião com o Executivo. Os coordenadores do Sindjus solicitaram ao DG que o ministro Lewandowski atue na construção do acordo fazendo contato com o senador Delcídio Amaral ainda nesta noite no intuito de solicitar se há contraposta do Executivo e quais seriam suas bases. O Sindjus permanecerá no Senado até que consiga as informações da Liderança do Governo sobre a possibilidade de acordo. O sindicato trabalhará até o último minuto para que se possa ser construída a solução para o nosso reajuste ainda na CCJ cobrando dos senadores a aprovação do PLC 28/15 na manhã desta quarta-feira (20).

O sindicato convoca toda a categoria para a reunião da CCJ, às 10h, desta quarta. É importante que aprovemos esta matéria e sigamos, com a mesma estratégia (articulação + mobilização) adotada na Câmara, vencendo batalha a batalha. O ato foi fundamental para marcar a posição da categoria e dar o recado ao STF de que não aceitamos negociação de procedimento, acordos protelatórios ou rebaixamento da tabela.

🔥8 Total de Visualizações