Servidores abraçam prédio do STM e pedem respeito ao direito de greve

Indignados com a atitude repetida do militar que desrespeitou, nos dias 16 e 17, o piquete instalado em frente ao STM, e com a postura do diretor-geral do tribunal que pediu para que o piquete fosse desmanchado no dia 18, servidores de vários locais de trabalho, deram um abraço em frente ao prédio do STM exigindo respeito ao direito de greve. O abraço aconteceu ao final da reunião da Diretoria do Sindjus com o presidente do tribunal, William Barros de Oliveira, que declarou apoio à greve e ao PLC 28/15.

Com buzinas, apitos e gritos de “respeito” os servidores deram o recado para aqueles que insistem em cercear o movimento paredista. Antes do abraço, os juízes auditores da JMU apoiaram a reivindicação da categoria segurando cartazes pela aprovação do PLC 28/15 numa atitude histórica. Ao fim da tarde, os servidores, reunidos em assembleia, aprovaram que a próxima assembleia-geral (26/6), aconteça em frente ao STM.

🔥17 Total de Visualizações