Ao Sindjus, presidente do TRT10 desmente boatos e declara apoio a nossa luta

Nesta quarta-feira (29/7), o Coordenador-Geral do Sindjus José Rodrigues Costa, acompanhado dos servidores da 13ª Vara Trabalhista Bruno Novaes e Sergio Carneiro dos Santos, reuniu-se com o Presidente do TRT10, Desembargador André Damasceno, para tratar do PLC 28.

Após apresentar a nova Diretoria e receber os cumprimentos do presidente pela vitória nas eleições do Sindjus, José Rodrigues Costa fez uma explanação sobre a realidade da categoria e a necessidade de implantação do PLC 28. O grupo enfatizou que os nove anos de perdas inflacionárias têm causado o endividamento e adoecimento dos servidores, além da alta evasão nos tribunais.

O dirigente sindical e os servidores também resumiram a trajetória do PLC 28, que após ser aprovado em todas as comissões competentes da Câmara e do Senado, inclusive no Plenário desta última casa, foi vetado pela presidente Dilma no dia 21 de julho. Desde então, frisaram que a greve tem sido intensificada, assim como os trabalhos dentro do Congresso Nacional para a derrubada do veto, e que contam com o apoio dele nesta luta.
O Presidente demonstrou conhecimento e sensibilidade em relação a nossa causa e empenhou total apoio às reivindicações e à luta da categoria. Colocou-se à disposição para ajudar naquilo que for possível e comprometeu-se a manter um canal de diálogo com os servidores e com o Sindjus no sentido de encontrar a melhor solução para os problemas que possam surgir ao longo ou depois da greve.

Refutou alguns boatos disseminados entre os servidores de que ele iria determinar o corte de ponto ou do auxílio-alimentação dos grevistas. Deixou claro que os boatos são falsos, afirmando que não partiu da administração do tribunal qualquer determinação nesse sentido. O presidente pediu para que os servidores desconsiderem quaisquer conversas de corredores, dando credibilidade apenas às informações oficiais da administração ou do Sindjus.

Fez questão de salientar que não há histórico de corte de ponto no TRT e que entende que a atualização dos serviços represados é a melhor forma de repor os dias parados. Dessa forma, o Sindjus convoca todos os servidores do TRT a aderirem maciçamente à greve nesse momento que é tão importante para a derrubada do veto.

🔥16 Total de Visualizações