Ato relâmpago bota pressão sobre Executivo e Legislativo na véspera da apreciação do veto

Os servidores atenderam a convocação extraordinária feita pelo Sindjus para ato relâmpago na tarde desta terça-feira (1º/9) em razão das movimentações políticas envolvendo a presidente Dilma, os presidentes Renan Calheiros e Eduardo Cunha, e líderes partidários.

Os servidores se concentraram primeiramente em frente ao Palácio do Planalto no horário em que estava agendada reunião de Dilma com o presidente da Câmara. A categoria fez muito barulho com cornetas, buzinas e apitos, exigindo respeito e reivindicando a derrubada do Veto 26. Diversas faixas foram estendidas em frente à sede do Poder Executivo.

Logo em seguida, com a informação de que estava acontecendo reunião dos líderes da Câmara, os servidores se deslocaram até a entrada do Anexo II, onde repetiram o vuvuzelaço feito no Palácio do Planalto.

Motivados pela movimentação no Senado Federal, mais uma vez, os servidores saíram em marcha, fazendo barulho em frente ao Congresso Nacional, na altura do espelho d’água. Logo depois, seguiram até a lateral do Senado, dando continuidade ao barulho.

Foi uma mostra do que o Congresso Nacional pode aguardar dos servidores do Judiciário e do MPU nesta quarta-feira (2/9). Os servidores, que já contam com o apoio de colegas de outros estados, estão motivados e confiantes de que nossa pressão vai derrubar o veto ao PLC 28.

🔥12 Total de Visualizações