Sindjus busca outras entidades para construir força-tarefa pela derrubada dos vetos

Cumprindo deliberação da reunião do Comando de Greve e da Assembleia-Geral (8 /9) de setembro de 2015, o Sindjus tem procurado entidades que têm interesse nos demais vetos da pauta do Congresso Nacional buscando uma atuação conjunta.

A coordenadora-geral, Eugênia Lacerda, conversou com a Gerente-Geral da APAE, Cristiane Andersen, com a Presidente da Associação DFDown, Maria de Lourdes Marques Lima e com Ana Cláudia Figueiredo do Comitê Jurídico da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down sobre o veto 23 que trata do veto no Estatuto da Pessoa com Deficiência dispositivos que estabeleciam cotas em instituições de ensino e empresas.

Ana Cláudia Figueiredo, coordenadora do Comitê Jurídico da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down informou que a entidade trabalha tanto pela derrubada do veto 23 quanto pela emenda 105 na MP 676/2015. Essa emenda garante que o direito constitucional de pessoas com deficiência grave, intelectual ou mental ao trabalho é compatível com o recebimento de pensão no caso de morte dos pais ou dos responsáveis.

Houve diálogo também com o Presidente da COBAP – Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos Warley Martins Gonçalles e o Tesoureiro da entidade Nelson Osório sobre os vetos 19/2015 e 29/2015, que tratam, respectivamente, do fim do fator previdenciário e do aumento real para aposentados e pensionistas.

A coordenadora do Sindjus fez um histórico sobre os projetos de reposição salarial dos servidores do Judiciário e do MPU e fez um chamado a todas as entidades para uma atuação conjunta para que a sessão do Congresso Nacional realmente ocorra, tenha quórum e derrube os vetos. Os representantes das entidades ficaram de avaliar em diretoria o pedido feito pelo Sindjus.

Clique AQUI para visualizar a lista de vetos que estão na pauta.


Eugênia com o presidente da COAB, Warley Gonçalles, e o tesoureiro da COAB, Nelson Osório.

🔥7 Total de Visualizações