Sindjus-DF tenta reverter portaria do TJ sobre compensação por hora da greve de 2015

A direção do Sindjus-DF tem ido constantemente ao TJDFT para tentar convencer a administração do órgão a reverter a portaria que determina a compensação de todas as horas referentes aos dias parados da greve de 2015. Na última reunião com assessoria da presidência, o sindicato reivindicou, mais uma vez, que a compensação aconteça por meio da atualização do trabalho que ficou atrasado por conta do movimento. Eles destacaram que em outros tribunais isso já vem ocorrendo e ressaltaram, também, que a greve é um direito dos servidores e, por isso, deve ser garantido sem que eles saiam prejudicados.

Nas conversas, os diretores do sindicato lembraram, ainda, que pesquisa feita no início do ano com magistrados e diretores de secretaria aponta que a maioria entende que o serviço no TJ está em dia, reforçando o argumento de que é possível reverter a portaria para que a compensação se dê pela atualização do serviço.

Nesta quinta-feira (21), diretores do Sindjus-DF irão novamente conversar com a assessoria da presidência do tribunal e reforçar a reinvindicação dos servidores. A expectativa é que com a sanção presidencial do PL 29/2016, cujo prazo se encerra nesta quarta-feira (20), a direção do TJ determine a reversão da portaria em vigor.

🔥13 Total de Visualizações