Servidores fazem mobilização para barrar PLP 257/2016

Servidores de várias categorias do funcionalismo público iniciaram o mês de agosto com o grande desafio de barrar a aprovação do Projeto de Lei Complementar nº 257/2016, que, em troca do alongamento da dívida dos estados e municípios com a União, ameaça uma série de direitos. Com a promessa do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o esforço do presidente interino Michel Temer, de votar o projeto em sessão extraordinária desta segunda-feira (1º/08), primeiro dia dos trabalhos pós-recesso parlamentar, ou no máximo até o final desta semana, as mobilizações começaram logo cedo.

De manhã, dirigentes sindicais, incluindo o coordenador do Sindjus-DF Eldo Pereira, estiveram no aeroporto internacional de Brasília recebendo os deputados que chegavam à capital federal, no esforço de convencê-los dos pontos negativos do projeto. Durante toda a manhã, eles abordaram parlamentares e entregaram uma nota conjunta elaborada pelo Fórum de Entidades Nacional dos Servidores Federais. Para enviar a nota aos deputados, basta clicar aqui.

Foto: Joana Darc Melo/Fenajufe

Agora à tarde, as mobilizações estão todas concentradas na Câmara, onde representantes das entidades nacionais e de base visitam gabinetes e conversam com deputados nos corredores pedindo que votem contra o PLP 257. Do lado de fora, vários servidores tentam entrar na casa para acompanhar as votações e falar com parlamentares. O Sindjus-DF está representado pelos coordenadores Júnior Alves e Elcimara Souza, também coordenadora da Fenajufe.

Nos estados, conforme o calendário aprovado em reunião do Fórum de Entidades, os sindicatos de base devem promover atos públicos unificados das várias categorias do funcionalismo público federal.

O Sindjus-DF ressalta que a mobilização dos servidores para barrar esse projeto, de forma unificada, é urgente e necessária, sob pena de verem o serviço público inviabilizado e o processo de privatização, por meio das terceirizações, acelerado. O sindicato acompanha o calendário de lutas unificado, participando da pressão na Câmara dos Deputados, e convoca a categoria para se juntar às atividades que estão sendo organizadas.

🔥6 Total de Visualizações