Entidades lançam, na Câmara, Frente Parlamentar Mista pela Auditoria da Dívida

Foi lançada na tarde desta terça-feira (09), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar Mista pela Auditoria da Dívida Pública com Participação Popular, com a presença de mais 200 pessoas. As coordenadoras do Sindjus-DF Elcimara Souza – também diretora da Fenajufe – e Eugênia Lacerda e o coordenador Júnior Alves participaram da atividade, entre parlamentares, militantes de organizações sociais e dirigentes sindicais de outras categorias do funcionalismo público.

A coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lúcia Fattorelli destacou que a criação da Frente só foi possível graças às milhares de pessoas que abraçaram a causa e batalharam para levar o tema ao foco dos debates. Ela explicou como a dívida abrange e afeta os vários setores e áreas que vem sofrendo constantes ataques e cortes.

Ainda no início do evento, Fattorelli colocou para aprovação o estatuto e a logomarca da Frente Parlamentar, que irá contar com uma composição pluripartidária, encabeçada pelo deputado Edmilson Rodrigues (PA) no âmbito da Câmara dos Deputados e pelo senador João Capiberibe (AP) no Senado Federal.

Em seu discurso, o deputado Edmilson Rodrigues criticou os sucessivos governos que se negam a dar informações claras sobre o endividamento público e ressaltou a necessidade de dedicação aos estudos sobre a dívida, para que a Frente alcance os resultados esperados. “Todos que pensam a dívida são bem-vindos para somar nesse debate”, afirmou.

O senador João Capiberibe explicou que os brasileiros trabalham cinco meses por ano para pagarem impostos e desse valor, dois meses e meio são para pagar a dívida. “Temos que convencer o povo sobre a importância da dívida”, destacou.

Além dos dois parlamentares que coordenarão a Frente, também marcaram presença no lançamento outros 23 parlamentares, como as deputadas Luiza Erundina (PSOL-SP), Jandira Feghali (PcdoB-RJ), Érika Kokay (PT-DF) e Maria do Rosário (PT-RS) e os deputados Glauber Braga (PSOL-RJ), Luiz Couto (PT-PB), Adelmo Leão (PT-MG) e Ivan Valente (PSOL-SP), que lembraram que o lançamento da Frente surge em um momento de bastante preocupação nacional, quando o PLP 257 acaba de ser aprovado no plenário e a PEC 214 tem a sua a constitucionalidade aceita pela CCJ da Casa.

Em nome da Fenajufe, Elcimara Souza ressaltou a necessidade e a urgência de promover a auditoria da dívida, que acaba sendo um dos pilares de projetos que retiram direitos da classe trabalhadora em geral e do funcionalismo público de forma particular. “O lançamento dessa frente ocorre num momento ímpar na nossa sociedade, num momento em que, de um lado, nós temos a aprovação do PLP 257, encaminhado pelo governo Dilma e, do outro, a votação da PEC 241, do governo Temer. Pra ficar claro que os dois governos falam a mesma língua quando é para atacar a classe trabalhadora. É por isso que temos que auditar essa dívida porque em nome dela se ataca a classe trabalhadora. Uma dívida que já foi paga”, ressalta a coordenadora do Sindjus e da Fenajufe.

🔥13 Total de Visualizações