Servidores do TSE se mobilizam no Setembro Amarelo pela preservação da vida

Na última sexta-feira (09), cerca de 80 servidores do TSE participaram de atividade para marcar o Setembro Amarelo, campanha realizada desde 2014 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), cujo objetivo é a prevenção contra o suicídio. Com roupas amarelas, em apoio à ação, os servidores realizaram um momento de meditação, união entre os servidores e reflexão sobre o tema.

Os coordenadores do Sindjus-DF Eugênia Lacerda e Itamar Camilo, ambos servidores do TSE, participaram do evento. A abertura foi com a secretária de Gestão de Pessoas do tribunal, Adaíres Aguiar Lima, e a dinâmica, que incluiu meditação e interação, foi conduzida pela chefe da Seção de Atenção Social e Psicológica (Seasp), Cristiane Brandão Ribeiro Mendes, sendo as duas servidoras do TSE.

Foto: TSE

Embora aconteça durante todo o mês de setembro, o auge da campanha ocorre sempre no dia 10 de setembro, quando é celebrado o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. As entidades que promovem o Setembro Amarelo explicam os motivos que as levaram a promover a iniciativa. “Um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas é o suicídio. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da Aids e da maioria dos tipos de câncer. Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas”.

No Distrito Federal, todo mês pelo menos dez pessoas decidem tirar a vida. A Organização Mundial da Saúde (OMS) avalia que nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos. Mas o tabu e o silêncio dificultam no enfrentamento do problema. Por isso é muito importante que as entidades invistam na conscientização e diálogo sobre o assunto em prol da preservação da vida.

🔥30 Total de Visualizações