Maioria dos deputados do DF vota a favor da PEC 241 e contra os interesses da população

Dos oito deputados federais do DF, seis votaram favoráveis à PEC 241/2016, aprovada, em primeiro turno, na noite desta segunda-feira (10) na Câmara dos Deputados. Alberto Fraga (DEM), Augusto Carvalho (SD), Izalci (PSDB), Laerte Bessa (PR), Rogério Rosso (PSD) e Ronaldo Fonseca (PROS) acompanharam a orientação de seus partidos e seguiram o governo de Michel Temer, votando contra os interesses da classe trabalhadora. Apenas Érika Kokay (PT) e Rôney Nemer (PP) disseram não à matéria.

O posicionamento desses seis deputados mostra que as prioridades não é a população que recorre aos serviços públicos, mas sim o mercado que deverá lucrar com a economia de dinheiro, a partir da imposição do teto de gastos, para pagar juros da dívida. Além disso, demonstraram que são fieis aliados do atual governo, que pretende aprovar diversas matérias que retiram direitos. Num jogo do toma-la-da-cá, negociaram com Temer o futuro dos serviços públicos.

O Sindjus-DF denuncia a forma como esses deputados votaram e afirma que manterá a pressão junto à bancada do DF na votação da PEC em segundo turno. Caso a matéria seja aprovada, a mobilização se deslocará para o Senado Federal, onde o sindicato cobrará dos senadores posição contrária à matéria, especialmente da bancada do Distrito Federal, formada por Cristovam Buarque (PPS), Reguffe (S/Partido) e Hélio José (PMDB).

Confira aqui como votou cada partido e também como votaram todos os deputados.

🔥25 Total de Visualizações