Fenajufe articula resistência contra a reforma da Previdência

Fonte: Fenajufe

Os coordenadores da Fenajufe Gerardo Lima e Gláucio Silva participaram da primeira reunião do grupo de trabalho que articula a resistência ao ataque do governo contra os direitos dos trabalhadores, materializado na PEC 287/16 – reforma da Previdência. O encontro aconteceu na segunda-feira (16/01) na Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados e contou com a presença de entidades representativas dos trabalhadores da iniciativa privada, servidores públicos, aposentados e pensionistas e movimentos sociais. Com o objetivo de construir a unidade entre os trabalhadores, o grupo discute estratégias de ação na luta contra a reforma da Previdência.

Embalado na vitória pela aprovação da renegociação da dívida dos estados – que congela investimentos públicos, salários e contratações pelos próximos 20 anos – o governo tem pressa. A intenção é concluir a tramitação da PEC 287 ainda no primeiro semestre, na Câmara dos Deputados. Uma das primeiras discussões foi quanto ao modelo de atuação do grupo, agora dividido em cinco comissões: Coordenação Geral, Comissão de Comunicação, Comissão de Finanças, Comissão Jurídica, Comissão de Mobilização e Comissão Parlamentar.

Representando a Fenajufe, o coordenador Gerardo Lima enfatizou a necessidade de união de todos os segmentos para enfrentar a retirada de direitos e a ameaça de perda das conquistas das diversas categorias. O dirigente destacou ainda a importância das entidades participarem da reunião do Fonasefe, que aconteceu nesta quarta-feira (18), como forma de fortalecer a luta. O grupo de trabalho volta a reunir-se nesta quinta-feira (19), a partir das 14 horas. Mais uma vez a reunião acontecerá na Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados.

Diante do cenário que se desenha, a Fenajufe reforma a orientação para os sindicatos pressionarem ao máximo os parlamentares em suas bases eleitorais, antes do reinício dos trabalhos no Congresso. O mote é simples e a mensagem para eles é clara: “Basta de discurso. Eu quero ação!”. Sem apoio não haverá reconhecimento. A diretriz é parte da carta aos deputados contra a reforma da Previdência, disponibilizada no site da Federação (Acesse aqui e envie a carta).

Para auxiliar os sindicatos no trabalho de conscientização da base e construção da resistência, a Fenajufe montou em seu site uma pasta específica para a Reforma da Previdência. A sugestão é que os sindicatos montem kits com materiais disponibilizados e distribuam durante as visitas porta a porta. Outra recomendação da Fenajufe é quanto à participação dos sindicatos e da base nas reuniões nos fóruns de servidores públicos federais nos estaduais e DF, onde houver, bem como a articulação para criá-los onde não houver.

🔥7 Total de Visualizações