Na imprensa: Sindicato faz manifestação no Aeroporto JK contra reforma da Previdência

Fonte: Correio Braziliense

De acordo com o sindicato, o objetivo da ação é abordar os parlamentares que virão à Brasília e explicar os efeitos nocivos da proposta

Servidores do judiciário do Distrito Federal estão realizando na manhã desta quarta-feira (1º/2) uma manifestação pacífica no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek contra a intenção do governo de instalar, no retorno do recesso parlamentar, a comissão especial que avaliará a PEC 287/2016. O projeto instaura medidas da reforma da Previdência. A concentração foi convocada pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sindjus-DF).

Cerca de 25 servidores se mobilizaram em frente à área de desembarque do terminal para tentar abordar os deputados que estão voltando a Brasília e explicar os efeitos nocivos da proposta. Durante o ato, foram distribuídos folhetos com dez motivos para lutar contra a reforma da Previdência. Entre os pontos questionados no material está a idade mínima para aposentadoria e o prazo mínimo de contribuição.

Com bumbos de bateria, os servidores entoavam gritos contra o projeto de emenda constitucional. Em alguns momentos, vaias foram ouvidas. O envolvimento da empreiteira Odebrecht nos desdobramentos da Operação Lava-Jato também foi lembrado pelos manifestantes. “Deputado, quero saber se a Odebrecht manda mais do que você”, era um dos cantos que se ouvia no saguão.

Segundo o sindicato, outras manifestações ocorreram durante a semana em aeroportos de outras capitais do país. Em nota divulgada em seu site, o Sindjus informa a categoria que realizará o movimento no Aeroporto de Brasília até quinta-feira (2/2), com concentrações programadas para acontecer de 7h30 às 12h.

🔥19 Total de Visualizações