Abordagem aos deputados marca semana de luta contra a PEC 287/2016

A agenda de luta contra as propostas do governo que ameaçam direitos previdenciários e trabalhistas, em tramitação no Congresso Nacional, ganhou um reforço esta semana. Entidades sindicais dos servidores públicos federais, organizados no Fonasefe (Fórum Nacional de Entidades dos Servidores Federais), começaram a intensificar as mobilizações, com o retorno dos trabalhos no Legislativo. E em Brasília, a agenda foi marcada pela presença de servidores no aeroporto Juscelino Kubitscheck.

Desde a terça-feira (31), o Sindjus-DF e outras entidades sindicais da base da Fenajufe abordaram os parlamentares na chegada à capital federal. Nas conversas, os servidores entregaram o panfleto “Dez motivos para lutarmos contra a reforma da Previdência” e pediram que os deputados derrotem a PEC 287/2016, já aprovada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara. Com a reeleição, nesta quinta, de Rodrigo Maia (DEM-RJ), fiel aliado de Michel Temer, para o comando da Casa, o governo conta com apoios de peso para acelerar a tramitação da proposta. O próximo passo agora é a instalação da comissão especial, destinada a debater o mérito da proposta de emenda à Constituição.

Segurando faixas e cartazes com dizeres como “O governo mente; a Previdência não é deficitária”, “Deputado(a), vai apoiar quem? O eleitor ou o governo? Diga não à PEC 287/2016” e “Mulheres contra a reforma da Previdência”, os servidores falaram com dezenas de deputados que chegaram em Brasília nesses três dias. Participaram das atividades os coordenadores Chico Vaz, Costa Neto, Devair Souza, Elcimara Souza, Eldo Luiz, Gilmar Saraiva, Josivam Evangelista e Roberto Jovane. Dirigentes da Fenajufe e de outros sindicatos também marcaram presença na manifestação.

Confira o calendário de atividades para as próximas semanas:

8/2 – 9h – Reunião das entidades do Fonasefe: fechamento da campanha publicitária – sede da Fenajufe

9/2 – Reunião Ampliada dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe)

– 9h30 – Ato público em defesa da Previdência Social – Auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados
10/2 – Protocolo da pauta de reivindicações no Ministério do Planejamento (Fonasefe)

18/2 – 10h – Seminário Nacional da Fenajufe sobre os perigos da Reforma da Previdência – Carlton Hotel

19/2 – 10 h – Reunião Ampliada da Fenajufe – Carlton Hotel

22/2 – Ação em Brasília para pressionar os parlamentares contra a reforma da Previdência.

8/3 – Ato no Dia Internacional da Mulher – Indicativo de paralisação nacional contra a reforma da previdência (a data indicada busca uma referência ao Dia Internacional da Mulher, que serão as mais prejudicadas com a reforma).

🔥14 Total de Visualizações