Sindjus-DF lança campanha em defesa dos quintos e dos 13,23%

Mais uma nova campanha do Sindjus-DF está circulando nos órgãos do Judiciário Federal e do MPU. Desta vez, o tema é a defesa da manutenção dos quintos/décimos/VPNI, em observância ao princípio da coisa julgada e da segurança jurídica, e do pagamento dos passivos e da parcela complementar do reajuste de 13,23%, cujo direito foi assegurado pelas Leis 13.316/2016 (art. 23) e 13.317/2016 (art. 6º, Parágrafo único).

Realizada em parceria com diversas associações, como a Anajustra (servidores da Justiça do Trabalho), Assejus (servidores da Justiça do DF), ASSTJ (servidores do STJ e do CJF), Astrisutra (servidores do TST), ASSERTSE (servidores do TSE), Astrife (servidores do STF), ASDR (servidores do TRT), Assejumi (servidores do STM), ASTREDF (servidores do TRE-DF), Assejufe (servidores do TRF1 e Justiça Federal) e Asconj (Servidores do CNJ), a campanha foi lançada nesta segunda-feira (26/06) por dirigentes das entidades.

Na ocasião, os coordenadores do Sindjus Costa Neto, Chico Vaz, Ednete Bezerra e Gilmar Paz foram ao STF conversar com servidores e agendar audiências com os ministros para tratar da Súmula Vinculante nº 128, proposta pelo ministro Gilmar Mendes, referente ao percentual dos 13,23%, e dos Embargos de Declaração, também relatados por Gilmar Mendes, que versam sobre os quintos. Os dirigentes do sindicato estavam acompanhados dos presidentes da Anajustra, Antônio Carlos; da ASSTJ, White Vilella; da Astrisutra, Adelor Alves Lopes; da Astrife, Oziel Ribeiro da Silva e da ASDR, Almerindo Pereira de Souza.

A campanha conta ainda com produção de materiais, como camisetas, flyer, faixas nos locais de trabalho, adesivos, cordões para crachá e outros e visa alertar os servidores sobre o risco de perda desses direitos e da necessidade de mobilização da categoria a fim de evitar esses retrocessos.

🔥46 Total de Visualizações