CPI da Previdência: sistema não é deficitário

Ao contrário do que sustenta o governo em seu discurso, a CPI do Senado que investiga as contas da Previdência apresentou relatório apontando que o sistema não é deficitário. Portanto, o famoso déficit que justificaria a reforma (PEC 287) não existe.

O resultado de seis meses de trabalho já é capaz de indicar que cerca de R$ 2 trilhões de reais poderiam estar nas contas previdenciárias. Esse valor diz respeito à soma dos desvios, das sonegações, das dívidas e da Desvinculação das Receitas da União.

“Setores do patronato arrecadam, por ano, em torno de R$ 25 bilhões do bolso dos trabalhadores e não repassam à Previdência”, denunciou o presidente da Comissão, senador Paulo Paim (PT-RS), na última reunião da CPI antes do recesso parlamentar.

A previsão é de que os trabalhos da comissão sejam concluídos em setembro. Segundo o presidente, ainda será demonstrado que o rombo está ligado a uma dívida acumulada de grandes bancos, empresas e grandes montadoras, que ultrapassaria a casa dos R$ 500 bilhões.

Portanto, não é justo que paguemos uma conta que não é nossa. A análise da CPI aponta que estamos no caminho certo e que nossos argumentos são sólidos, portanto, temos de intensificar a luta contra a Reforma da Previdência. Não é justo que a população seja penalizada por um problema gerado pelo calote de empresários. Vamos parar essa reforma e lutar por medidas de combate efetivo à inadimplência.

🔥14 Total de Visualizações