Protesto de servidores denuncia a reforma da Previdência e o desmonte do serviço público

Diversas categorias do funcionalismo público federal, incluindo o Judiciário Federal e o MPU, promoveram, na manhã desta terça-feira (28/11), um grande ato, em Brasília, contra os projetos do governo federal que ameaçam direitos dos servidores e promovem o desmonte dos serviços públicos, com destaque para a reforma da Previdência. A concentração, que, a princípio, teria início por volta das 9h, na Praça dos Três Poderes, foi deslocada para a frente do Anexo II da Câmara dos Deputados.

Fotos: Ronaldo Barroso

Os coordenadores do Sindjus-DF Costa Neto, Chico Vaz, Ednete Bezerra, Gilmar Paz e Roberto Jovane marcaram presença na manifestação, juntamente com servidores da base, que se somaram aos cerca de 5 mil manifestantes. Segundo informações da Fenajufe, vários servidores do Judiciário e do MPU, de vários estados, também vieram à capital federal participar do ato.

Em frente ao Anexo 2 da Câmara dos Deputados, dirigentes sindicais denunciaram as medidas adotadas pelo governo de Michel Temer, que aprofundam o ajuste fiscal em andamento e colocam em risco os serviços prestados à população brasileira. Eles destacaram o que está por trás do discurso do Palácio do Planalto em suas propagandas sobre a reforma da Previdência, que, ao usar o falso argumento do privilégio, joga um setor da classe trabalhadora contra o outro.

Diversos deputados federais e senadores também prestaram apoio aos servidores. No início do ato, houve uma tentativa de impedir a permanência dos manifestantes, com dezenas de policiais cercando o carro de som, que, após intenso diálogo, realizado por parlamentares com a direção da Casa, acabou sendo liberado.

A manifestação desta terça foi organizada pelo Fonasefe (Fórum Nacional de Entidades dos Servidores Federais) e pelo Fonacate (Fórum Nacional de Carreiras Típicas de Estado). O Sindjus-DF atendeu ao chamado, convocando toda a categoria para se juntar a mais essa importante agenda de luta em defesa dos direitos. O sindicato continuará mobilizado e convocará assembleia geral para debater a participação dos servidores do DF na greve geral do próximo dia 5 de dezembro, convocada pelas centrais sindicais.

🔥14 Total de Visualizações