Mobilização contra a reforma da Previdência ocupa Câmara e Senado

A segunda-feira (19) do Sindjus-DF começou cedo, com diversas atividades de mobilização contra a Reforma da Previdência. O objetivo do sindicato é intensificar a campanha para impedir que o Congresso Nacional aprove a proposta de emenda à Constituição (PEC 287/2016) que coloca em risco à aposentadoria de servidores públicos e trabalhadores do setor privado. Essa e a próxima semana são decisivas, uma vez que o governo federal anunciou que pretende votar a matéria na Câmara até o final de fevereiro.

Após recepcionar parlamentares no Aeroporto Internacional de Brasília, o Sindjus-DF seguiu para a Câmara dos Deputados e para o Senado, onde realizou, durante toda a tarde, trabalho de “corpo-a-corpo” com os parlamentares. Ao lado de dirigentes de várias outras entidades sindicais e de colegas da base, os coordenadores Costa Neto, Chico Vaz e Roberto Jovanne ocuparam a entrada do Anexo II, promovendo um ato contra a Reforma da Previdência e entoando palavras de ordem como “se votar não volta” e “abaixo a Reforma da Previdência”.

No Senado, o coordenador-geral Costa Neto, que também é coordenador da Fenajufe, participou de audiência pública da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, ocasião em que conversou com os senadores Paulo Paim e Hélio José, presidente e relator da CPI da Previdência, respectivamente, no sentido de se intensificar o trabalho de defesa da Previdência pública e sepultar de vez a famigerada PEC 287/2016.

A agenda continua nesta terça-feira (20), com a mobilização no aeroporto a partir das 7h. Em seguida, por volta das 8h, os representantes do Sindjus-DF e servidores da base seguirão para a 302 Norte, quadra onde moram a maioria dos deputados e senadores. E na parte da tarde, a mobilização será, novamente, na Câmara dos Deputados.

Confira, abaixo, algumas fotos das atividades na Câmara e no Senado.

Fotos: Ronaldo Barroso

🔥43 Total de Visualizações