Eleições Sindjus-DF: Quórum não é atingido e novas eleições serão convocadas

O processo eleitoral do Sindjus-DF não alcançou o quórum necessário, conforme determinação estatutária, de mais de 50% de eleitores para que as eleições sejam consideradas válidas. Desse modo, na noite desta quarta-feira (18/4), a Comissão Eleitoral, que é inteiramente responsável pela organização e condução das Eleições do Sindjus, declarou que foram contabilizados nas votações dos dias 17 e 18/4 um total de 3.685 votos (39,83% do total de 9.251 eleitores). Diante disso, em seguida, o Presidente da Mesa Apuradora determinou a inutilização dos votos, com base no Art. 84 do Estatuto do Sindicato que diz o seguinte:

“Art. 84 – A eleição do Sindicato só será válida se participar da votação no mínimo mais de 50% (cinquenta por cento) dos filiados com direito a votar. Não sendo obtido este quórum, o presidente da mesa apuradora encerrará a eleição, fará inutilizar as cédulas e sobrecartas, sem abrir, notificando, em seguida, a Comissão Eleitoral, para que esta promova nova eleição, em conformidade com este estatuto”.

Agora, cumprindo o que diz o Parágrafo 1º do Art 84. do Estatuto, uma nova eleição será convocada com quórum de mais de 30% dos eleitores, observadas as mesmas formalidades da primeira.

Nessa nova eleição, conforme determina o Parágrafo 2º do artigo supracitado, apenas as duas chapas e os candidatos ao Conselho Fiscal já inscritos para a primeira eleição poderão concorrer.

Importante ressaltar que é a segunda vez consecutiva que isso ocorre. Nas eleições passadas (2015), mesmo com quatro chapas na disputa, o quórum de mais de 50% não foi atingido.

Ressalta-se que desde que foi instalada, a Comissão Eleitoral atual utilizou de todos os recursos para dar ampla publicidade às eleições e convocar os eleitores ao pleito.
O fato é que o quórum é realmente muito alto para uma base de eleitores que contam com mais de dois mil aposentados e percentual elevado de servidores que optaram pelo teletrabalho. Mas isso é discussão para um próximo Congresso. O crucial agora é que a categoria se mobilize e se conscientize da importância de sua participação e sobre o compromisso de exercer seu direito de voto. Afinal, é o futuro do Sindjus-DF que está sendo decidido nessas eleições.

🔥10 Total de Visualizações