Reunião de Diretoria trata de Data-Base, núcleos, quintos e 13,23%

Foi aprovada, em reunião de Diretoria Colegiada realizada na manhã desta sexta-feira (15/06), a participação do Sindjus-DF no ato do dia 19 de junho em defesa do cumprimento da revisão geral anual dos salários (Data-Base) dos servidores públicos, cujo julgamento será retomado pelo plenário do Supremo Tribunal Federal na quarta-feira (20/06). O ato conjunto é organizado pelo Fonacate e Fonasefe e conta com a participação da Fenajufe.

A reunião, que é transmitida ao vivo pelo canal do Sindjus-DF no Youtube, foi prestigiada pela presença dos servidores Sheila Tinoco (TJDFT), Wanessa Ferreira (TJDFT), Wite Villela (presidente da ASSTJ) e Haroldo Rodrigues (conselheiro efetivo da ASSTJ).
Na ocasião, Sheila e Wanessa, representando os pais de portadores do Transtorno do Espectro Autista (TEA) e do Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD), fizeram explanações e entregaram uma pauta à Direção sobre diversos pontos relacionados a esse núcleo (acompanhe em breve aqui no site matéria completa a respeito desse assunto).

A Diretoria aprovou a mudança do nome do Núcleo de Servidores e dependentes da Pessoa com Deficiência, Autistas ou com Transtorno Global do Desenvolvimento para Núcleo de Inclusão de Pais e Servidores. Também foi aprovado que os coordenadores Abdias Trajano e Cledo Vieira estarão à frente desse núcleo, juntamente com as servidoras Sheila Tinoco e Vanessa Ferreira. Outras ações aprovadas sobre esse tema foram: a realização de palestras nos tribunais e no MPU, a criação do Núcleo de Saúde e a realização de eventos culturais e de lazer voltados a esse público.

Também foi discutida a questão do efetivo trabalho do Sindjus-DF em conjunto com as associações em defesa dos quintos e dos 13,23%, como a recente decisão do CJF de aguardar o julgamento dos Embargos de Declaração no RE 638.115 antes de tomar qualquer decisão sobre quintos. Wite Villela informou sobre as visitas que estão sendo realizadas aos gabinetes dos ministros do STJ que estão com processos relacionados aos 13,23% e também sobre a atuação no STF em razão da proposta de súmula vinculante, de iniciativa do Ministro Gilmar. Enfatizou-se a importância da unidade em torno dessas lutas e de dar continuidade à campanha em defesa da coisa julgada e da segurança jurídica.

🔥23 Total de Visualizações