Sindjus/DF e Assejus conseguem adiar mais uma vez votação do reajuste do Pró-Saúde

Assim que tomaram conhecimento de que o Conselho Deliberativo do Pró-Saúde pretendia, durante reunião marcada às 16h desta quarta-feira (29/08), votar alterações substanciais no Pró-Saúde, inclusive definindo o reajuste do plano, o Sindjus-DF e A Diretoria Executiva da Assejus reuniram esforços e atuaram de várias formas para impedir essa medida precipitada e prejudicial aos servidores. Um ato relâmpago foi convocado e realizado com sucesso, a partir das 15h no gramado do TJDFT/Sede.Os servidores manifestaram sua indignação com placas e falas no microfone, destacando, inclusive, a importância da atuação conjunta entre o Sindjus e a Diretoria Executiva da Assejus. Graças a essa pressão, a votação foi adiada. É a segunda vez que o Sindicato e a Associação conseguiram impedir que o Conselho empurrasse goela abaixo dos servidores o reajuste do plano de saúde sem que antes se dê a oportunidade de todos serem ouvidos.A proposta das entidades é de que o Conselho só se reúna para tratar desse tema quando o Sindjus e a Diretoria Executiva da Assejus tiverem uma posição oficial da categoria sobre o futuro do Pró-Saúde. Para isso, já foi realizada uma audiência pública e continuam sendo realizadas reuniões setoriais com objetivo de esclarecer os servidores sobre a situação atual do plano e colher sugestões.O Sindjus e a Diretoria Executiva da Assejus já esclareceram e ouviram mais de 500 pessoas até agora e a expectativa é de atingir o maior número possível de servidores até o final das reuniões setoriais. Após o encerramento das setoriais, o Sindjus-DF convocará assembleia geral para tirar a posição oficial da categoria sobre o assunto, posição essa que será encaminhada ao Conselho Deliberativo do Pró-Saúde e à presidência do TJDFT.Por isso, é fundamental cumprir com atenção todas as etapas desse processo democrático antes do Conselho Deliberativo do Pró-Saúde discutir o assunto e tomar qualquer decisão a respeito. O Sindjus continuará atento a essa pauta, acompanhando todos os passos da Administração no que se refere ao Pró Saúde, e denunciará à categoria qualquer medida arbitrária que possa impedir os servidores de serem ouvidos.

🔥26 Total de Visualizações