Julgamento dos 13,23% no STJ é adiado

Os coordenadores do Sindjus-DF Chico Vaz, Cledo Vieira, Costa Neto, Ednete Bezerra, Antônio Matoso filho e Gisele Sérgio acompanharam, nesta quarta-feira (26/09), na 1ª Seção do STJ, juntamente com representantes de associações e entidades, a sessão de julgamento em que os 13,23% estavam pautados para análise – PUIL 60. No entanto, esse julgamento foi adiado a pedido do relator, ministro Gurgel de Farias, em razão do quórum não estar completo.O Sindjus-DF continuará o trabalho conjunto com as associações do PJU e MPU, visitando todos os gabinetes dos ministros da 1ª Seção do STJ, no sentido de garantir uma decisão final favorável em relação à consolidação do direito ao recebimento do reajuste dos 13,23% para os servidores do Poder Judiciário e do Ministério Público.

🔥172 Total de Visualizações