Um grande passo para a inclusão: cotas para deficientes em publicidade

 

No dia 22 de maio, a Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência (CPD) da Câmara dos Deputados promoveu audiência pública sobre o PL 6190/16 que dispõe cota para pessoas com deficiência em peças publicitárias realizadas por órgãos públicos. O Projeto de Lei propõe que 5% dos participantes dos órgãos sejam pessoas com deficiência. O Sindjus-DF, por meio de seu Núcleo de Inclusão, apoia que as pessoas com deficiência sejam incluídas em todas as esferas, inclusive, na publicidade dos órgãos públicos.

O PL 6190/16 é de autoria da deputada Erica Kokay. A audiência pública foi solicitada pelo deputado Vinicius Farah (MDB- RJ), relator do projeto na comissão. O deputado elogiou a proposta e disse considerar o projeto um passo inicial para que as pessoas com deficiência sejam incluídas na representação da sociedade decorrente dos anúncios publicitários.

Patrícia Almeida, criadora da Aliança Global para Inclusão da Deficiência na Mídia e no Entretenimento (Gadim Brasil) afirmou que “no Reino Unido eles colocaram em lei a participação de grupos subrepresentados, como negros, idosos e mulheres, nos meios de comunicação. Isso mudou a cara e toda a mídia britânica, a ponto de, hoje, 11% dos funcionários da BBC serem pessoas com deficiência e, metade, mulheres”

Essa é uma forma de inclusão, valorização e empoderamento. Desta forma as pessoas com deficiências poderão mostrar os seus grandes potenciais. Além disso, a iniciativa nos órgãos públicos poderá também influenciar e estender para as empresas privadas gerando um passo maior para a inclusão. O Sindjus-DF demonstra seu apoio a essa iniciativa e segue acompanhando para que este projeto de lei seja aprovado. Juntos, por um mundo mais justo e inclusivo!

🔥247 Total de Visualizações