Analista político faz alerta de que reformas administrativa e previdenciária podem voltar à agenda do Congresso

O Sindjus-DF recomenda a leitura do novo artigo do jornalista, consultor e analista político Antônio Augusto de Queiroz que aponta para os possíveis riscos da Agenda Legislativa para os servidores públicos, como a votação da reforma administrativa e o aprofundamento da reforma da Previdência. Como os servidores estão sendo o alvo de integrantes do governo e de muitos parlamentares, é importante ficarmos atentos e mobilizados.

Segundo o artigo, além de cobrar do presidente Bolsonaro o envio da reforma administrativa, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, considera que a reforma da previdência foi insuficiente porque teria atingido apenas os futuros servidores, defendendo uma nova reforma para alcançar também os atuais servidores, protegidos pela regra de transição.

A Diretoria do Sindjus-DF continua atenta às movimentações do Congresso Nacional, recebendo subsídios de sua assessoria parlamentar, que é chefiada pelo próprio Antônio Augusto de Queiroz, e mantendo contato com diversas entidades para traçar estratégias de defesa dos servidores, como Fonacate e Sindilegis. Diante de tudo o que estamos observando, o momento é de muita tensão para o funcionalismo e necessitamos estar preparados para os próximos ataques.

Clique AQUI para ler o artigo “Reformas Administrativa e Previdenciária podem voltar à agenda do Congresso”, de Antônio Augusto de Queiroz.

🔥340 Total de Visualizações