Sindjus-DF participa de live da Pública Central do Servidor e chama todos à luta contra a Reforma Administrativa


Nesta quarta-feira (28/10), o Sindjus-DF participou, na pessoa de seu coordenador-geral Costa Neto, de live da Pública Central do Servidor em homenagem ao Dia do Servidor Público. A live contou com a participação de dirigentes sindicais, servidores e parlamentares (assista AQUI).

Em sua fala, Costa Neto prestou sua homenagem aos servidores e também destacou a necessidade de se fazer uma grande reflexão a respeito dos ataques que os serviços e servidores públicos estão sofrendo por parte do governo, que insiste em avançar com uma Reforma Administrativa que traz sérios prejuízos à sociedade brasileira.

Segundo Costa Neto, “o momento é de enfrentamento, luta e resistência, pois não podemos deixar que uma PEC, denominada de ‘PEC da Rachadinha’, traga uma reforma que não interessa aos servidores, órgãos públicos, cidadãos. Uma PEC que traz em seu bojo uma perseguição implacável aos servidores e à população, que deixará de ter serviços de qualidade à sua disposição”.

 

O dirigente do Sindjus-DF lembrou que durante essa pandemia de Covid-19, o servidor está tendo a oportunidade de mostrar o seu verdadeiro valor à população, atuando nas linhas de frente e mantendo o País em funcionamento. “Nós carregamos o País nas costas”, afirmou Costa Neto, que ainda conclamou união de entidades e categorias contra a PEC 32/2020. “Que possamos atuar no Congresso Nacional e fora dele, nas redes sociais, mostrando nossa força e a importância dos serviços e servidores públicos à sociedade”, salientou.

Por fim, Costa Neto deixou uma reflexão a todos no sentido de que a Reforma Administrativa tem o único intuito de instalar a corrupção no serviço público, por meio de apadrinhamentos e aparelhamento do Estado, quebrando a estabilidade dos servidores, reduzindo seus salários e impendido a realização de concursos públicos, dentre outros ataques nocivos. “A estabilidade do servidor público é a última grande barreira contra a corrupção”, frisou o coordenador-geral do Sindjus-DF.

🔥122 Total de Visualizações