No dia em que a luta para derrubar o Veto 26/2015 (governo Dilma/PT) completa cinco anos, Sindjus-DF convoca categoria: pela derrubada da Reforma Administrativa do Bolsonaro.

Hoje, 17 de novembro de 2020, relembramos, com orgulho, o aniversário de cinco anos do dia em que moralmente derrubamos o Veto 26. Se não fossem as traições vindas de dirigentes e deputados do PT, teríamos vencido oficialmente a maior batalha da história da nossa categoria.

Impulsionados pela greve mais longa já realizada pelos servidores do Poder Judiciário e do MPU, que teve um trabalho intenso e vigoroso no Congresso Nacional, Aeroporto JK, quadras residenciais de deputados, e campanhas publicitários, como outdoors e inserções na TV, na noite do dia 17 de novembro de 2015 mais de quatro mil colegas pressionavam pela derrubada do Veto 26 na lateral externa do Senado. Dentro do Congresso, centenas de servidores faziam corpo a corpo com parlamentares, angariando apoios.

A sessão foi iniciada às 20h com várias falas em defesa da derrubada do Veto 26. Em contrapartida, integrantes da base governista insistiam nas mentiras de que o impacto do PLC 28 comprometeria o ajuste fiscal do país.

O resultado: o Veto 26 foi mantido com 11 abstenções, 132 votos pela manutenção e 251 votos pela derrubada. Faltaram apenas seis votos para se atingir o número necessário para o veto ser derrubado pela Câmara e passar à apreciação do Senado.

Os servidores incansáveis protestaram fora e dentro do Congresso. Deixaram a galeria do Plenário gritando “nós voltaremos” indicando que a luta não acabava ali. Os servidores também deixaram claro que não vão esquecer os traidores.

“Cinco anos depois, chegou a hora da nossa forte mobilização voltar ao Congresso Nacional. Vamos resgatar o espírito da luta pela derrubada do Veto 26 para derrubar a Reforma Administrativa. Vamos dar o troco, canalizando a indignação que há cinco anos está entalada na garganta contra a PEC 32/2020, a PEC Emergencial e o Pacto Federativo. Vamos nos unir como nos unimos durante a maior greve da nossa história para enterrar todas essas e outras ameaças aos serviços e servidores públicos. Neste aniversário histórico, conclamo aos inesquecíveis guerreiros que participaram pra valer da greve para que nos unamos exigindo respeito e valorização”, afirmou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

Os bravos guerreiros jamais serão esquecidos. Fica aqui a nossa homenagem a todos os que contribuíram com essa passagem épica dos 30 anos do Sindjus-DF, pois, por mais que o Veto 26 não foi derrubado, a nossa luta valeu à pena, pois nos tornamos uma categoria respeitada pelos parlamentares, pois a poderosa base governista tremeu diante da nossa campanha aguerrida. A máquina do governo precisou utilizar de todas as forças, inclusive de golpes baixos, para nos parar.

Não podemos esquecer também do colega Élcio Kozminski, servidor da Justiça Federal do Paraná, que deu sua vida por essa luta. Ao contrário dos que furaram greve, dos que se aliaram ao governo petista, dos que negociaram um projeto rebaixado, dos que usaram a greve pra se autopromover, a maioria dos servidores, com muita honra e dignidade, transformou a batalha contra o Veto 26 em um motivo de orgulho para todos nós.

Viva os incansáveis guerreiros que jamais serão esquecidos!

Todos juntos contra a Reforma Administrativa do governo Bolsonaro.

🔥164 Total de Visualizações