Editorial: 2020, um ano que nunca será esquecido!

2020 foi um ano atípico, que nos vimos diante de uma epidemia sem precedentes na história moderna da humanidade. Quase cem milhões de infectados e mais de dois milhões de mortes em todo mundo em razão do novo coronavírus, gerando a perda de muitas vidas, sofrimento e dor, perdas de emprego e renda, crescimento da pobreza e miséria. Diversos ataques aos serviços e servidores públicos. O medo e a insegurança causaram ondas de depressão e ansiedade. Por tudo isso, muitos querem esquecer o ano passado.

Porém, a história tem demonstrado a capacidade de adaptação e evolução do ser humano diante das dificuldades e adversidades que se apresentam, produzindo mudanças e construindo soluções alternativas de crescimento para o futuro da humanidade. Precisamos olhar para 2020 com atitude de reflexão, de modo que possamos aprender com tudo o que experienciamos e fazer as transformações necessárias em nossas vidas, construindo assim um mundo melhor.

Foi diante de todas essas adversidades vivenciadas em 2020 que os brasileiros acordaram para a importância de ter um serviço público de qualidade, com servidores qualificados e capacitados para atender e socorrer a população da melhor forma, verdadeiros heróis do século XXI. A sociedade tomou conhecimento do trabalho heroico de servidores, que estiveram na linha de frente do combate ao coronavírus. Os próprios servidores do Poder Judiciário e do MPU, mesmo a maioria em trabalho remoto, mantiveram essas instituições em funcionamento, garantindo justiça à população. Muitos órgãos registraram aumento da produtividade durante esse período tão caótico, mas que os servidores não fugiram de suas responsabilidades, e sim deram o seu melhor.

2020 também foi marcado pelas ameaças de setores do governo e de diversos parlamentares contra os servidores públicos, ameaçando redução de salários, quebra da estabilidade e retirada de direitos históricos. Quiseram colocar na conta dos servidores a fatura da crise econômica, fruto de ingerências políticas e corrupção generalizada. Foi um ano de muitos ataques, mas também de muitas lutas e vitórias. A Diretoria do Sindjus-DF atuou em várias frentes pela manutenção dos direitos da nossa categoria, e na defesa intransigente dos serviços e servidores públicos.

Conseguimos impedir o avanço da PEC 32/2020, a cruel Reforma Administrativa, que ficou para 2021. Conseguimos uma ressonante vitória no STF com relação à manutenção definitiva dos Quintos garantida com a publicação do acórdão, fruto de uma atuação decisiva e impecável do jurídico e da Diretoria do Sindjus-DF juntamente com as Associações. Com a mudança de entendimento do STF sobre o tema, que nos era desfavorável, consolidamos de vez esse direito para a categoria e estamos dando prosseguimento às execuções. Conseguimos começar a alimentar com os dados necessários a plataforma virtual que possibilitará a execução do RRA. Conseguimos garantir judicialmente o direito à devolução do IR sobre o auxílio creche, com o ajuizamento das execuções, que se encontram em andamento. Conseguimos restabelecer judicialmente a opção do artigo 193 aos aposentados, de modo a impedir perdas salariais e proteger o poder aquisitivo dessa importante parcela da nossa categoria. Conseguimos aprovar a criação da Polícia Judicial, em importante parceria com a AGEPOLJUS. Conseguimos aprovar no Senado Federal, em um trabalho conjunto com outras entidades, a suspensão temporária do pagamento dos consignados durante o estado de calamidade pública (PL 1328/20). Conseguimos mobilizar uma rede de solidariedade em prol de famílias carentes, em face da pandemia, por meio do projeto Salve o Som.

Conseguimos atuar intensamente em defesa dos direitos das pessoas com deficiência e por mais inclusão, por meio do Núcleo de Inclusão do Sindicato.

Conseguimos fazer a diferença na vida de muitas pessoas seja por meio de ações políticas, administrativas, jurídicas, sociais, culturais, inclusivas. Reforçamos e ampliamos nossas alianças com entidades parceiras. Aprendemos a trabalhar de outras formas, a intensificar nossa atuação nas redes sociais, inclusive, com twittaços poderosos contra a Reforma Administrativa na nossa parceria de sucesso com a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público. Fizemos incontáveis reuniões presenciais e virtuais com presidentes de diversos tribunais, com o PGR, com diretores e secretários-gerais, visando o cumprimento da pauta da categoria.

2020 foi o ano que realizamos o 8º Congresso do Sindjus-DF que possibilitou debates importantíssimos relacionados, por exemplo, à Reforma Administrativa, e pavimentou a nossa desfiliação da Fenajufe e a adesão oficial dos colegas do Acre, Rondônia e Roraima à nossa base. Conseguimos comprar uma nova sede em local valorizado e à altura da nossa categoria. Estamos revitalizando o CEFIS, fazendo importantes melhorias na sua estrutura, para dar mais conforto e bem-estar aos filiados e seus convidados. Distribuímos prêmios aos servidores, verdadeiros presentes em alusão aos 30 anos do Sindjus-DF, celebrados em 25 de maio de 2020. Tal data nos levou a reviver grandes conquistas da nossa história, como a batalha épica pela derrubada do Veto 26 e a luta contra a Reforma da Previdência.

2020 foi o ano de nos protegermos ainda mais, com o Sindjus-DF lutando bravamente para garantir o máximo de servidores em trabalho remoto e a adoção de medidas necessárias para proteção e prevenção a Covid-19. Primando pela saúde e proteção dos servidores, distribuímos à categoria kits contendo máscaras de tecido e frascos com álcool gel. Reivindicamos nos órgãos a vacinação contra a gripe para todos os servidores e seus familiares. Um ano em que aprendemos que nunca foi tão importante fazermos a nossa parte para cuidarmos um do outro. E o Sindjus-DF, o maior e melhor sindicato da nossa categoria de todo o País, tem prazer em cuidar de você!

2020 foi difícil, foi tenso e desafiador. Um ano de recolhimento, muitas adversidades, reflexão, aprendizados e superações.

Um ano que confirmou a assertividade da atuação e do trabalho desta Diretoria, que está no rumo certo, sem vínculos partidários e com dedicação integral e total compromisso com a categoria.

Para reviver essas conquistas tão importantes à nossa jornada, o Sindjus-DF divulgará em breve uma ampla retrospectiva que tem por objetivo honrar a nossa história e impulsionar novos feitos, pois 2021 nos reserva muitos desafios.

🔥120 Total de Visualizações