Comissão Mista de Orçamento é instalada. Sindjus-DF acompanha os trabalhos

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) elegeu, nesta quarta-feira (10/2) a deputada Flávia Arruda (PL/DF) como presidente do colegiado. O senador Márcio Bittar (MDB/AC) foi designado como relator do Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN) 28/2020, que trata do Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) para 2021.

O Sindjus-DF acompanha com atenção esses trabalhos, pois a imprensa já começa a ventilar que sem a aprovação do Orçamento os servidores podem ficar com salários atrasados. Segundo matéria publicada ontem (10/2) no Correio Braziliense, por falta de recursos, Banco Central, Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e Forças Armadas correm o risco de ficar sem dinheiro para pagar salários dos servidores.

Além da Reforma Administrativa e dos constantes ataques em curso, servidores podem sofrer um “calote”. Isso seria inédito, fruto do descaso total com o funcionalismo.

Para o Sindjus-DF, esse grande patrimônio do povo brasileiro que é o serviço público está sendo dilapidado dia após dia graças à uma política de desvalorização que vem sendo acentuada ano após ano.

“O momento é de união. Unir forças para enfrentar todas essas ameaças vigentes e essa situação de descaso, perseguição e humilhação a qual estamos sendo expostos. Querem deixar os servidores com o pires na mão, mas não vamos aceitar essa situação. Unamo-nos para defender nossos direitos e nossa dignidade. Somos servidores públicos dando o nosso melhor a esse País, exigimos respeito!”, afirmou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

🔥31 Total de Visualizações