Demandas da Polícia Judicial estarão na pauta da sessão virtual do CNJ

Os coordenadores do Sindjus-DF Costa Neto e Roniel Andrade, que também é presidente da Agepoljus, estiveram reunidos, nesta quarta-feira (24), com o presidente do Comitê Gestor de Segurança do CNJ, conselheiro Mário Guerreiro. A reunião teve como pauta tratar das principais demandas da Polícia Judicial.

Durante o encontro, os dirigentes foram informados que, a partir desta quinta-feira (25), será aberta a sessão virtual do CNJ, que tem duração de uma semana, e, entre outras demandas, irá deliberar sobre os assuntos inerentes à regulamentação e padronização da Polícia Judicial.

“Estamos muito confiantes em relação ao que foi relatado na reunião. De acordo com Mário Guerreiro, serão tratadas questões muito pontuais, mas que contemplam a Polícia do Poder Judiciário”, explicou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

A previsão é que sejam tratados assuntos como identificação visual da Polícia do Poder Judiciário – com a criação de um modelo padronizado para todos os Tribunais do país. A identidade visual será usada na plotagem de viaturas, uniformes, carteira funcional e distintivo. A questão do porte de armas também deve ser discutida.

Durante o encontro, os dirigentes lembraram ao presidente do comitê que a regulamentação da Polícia Judicial é uma demanda antiga. Mas, de acordo com eles, o papel desempenhado por Guerreiro foi imprescindível para a admissibilidade do pleito pelo CNJ.

“Esse trabalho da Polícia Judicial acontece há 18 anos – desde 2002. Ao longo de todo esse tempo, a ideia vem amadurecendo muito, mas agora, no final da gestão do ministro Toffoli, foi que conseguimos dar uma verdadeira acelerada nisso, com a efetivação na Resolução 344 do CNJ”, enalteceu Roniel Andrade.

🔥127 Total de Visualizações