Sindjus-DF e Sindilegis realizam reunião virtual hoje, às 11h, com a bancada do DF contra PEC 186

O Sindjus-DF, juntamente com o Sindilegis e outras entidades que representam servidores públicos federais e do DF, realizam reunião virtual nesta terça-feira (9/3), às 11h, com a bancada parlamentar do DF, para debater a votação da PEC 186/2019, prevista para esta semana.

Trata-se de uma ação inovadora e incisiva contra a PEC Emergencial, que já foi aprovada no Senado Federal e pode ser votada pela Câmara dos Deputados ainda esta semana. A proposta representa uma estagnação salarial sem precedentes para o funcionalismo público brasileiro, atingindo inclusive aposentados e pensionistas. Se o texto for aprovado como passou pelo Senado, podemos ficar sem aumento ou progressão na carreira por muitos anos. Não podemos permitir que essa armadilha da política do Estado Mínimo seja aprovada.

O Sindjus-DF, bem como outras entidades que integram o Movimento Basta!, defende o auxílio emergencial, que é necessário nesse período tão grave de crise sanitária e econômica, mas discorda integralmente desse auxílio ser financiado pelo desmonte dos serviços públicos e retirada de direito dos servidores públicos. Sem dúvida, há outros caminhos para efetivar o auxílio sem penalizar o funcionalismo, que é fundamental para o desenvolvimento do País e atendimento das necessidades da população, sobretudo da parcela mais carente.

“Em conjunto com outras entidades sérias, o Sindjus-DF tem realizado o enfrentamento deste pacote de maldades, que é um dos braços da Reforma Administrativa. A reunião com a bancada do DF será para angariar apoio dos parlamentares no combate à PEC 186/2019, que precariza o serviço público e traz prejuízos gravíssimos à sociedade brasileira. O momento pede união e mobilização, de modo que o Sindicato está atuando de forma combativa e transparente em prol dos interesses da nossa categoria, bem como do fortalecimento dos serviços públicos”, afirmou o coordenador-geral do Sindjus-DF, Costa Neto.

Todos devem se envolver nessa mobilização, pois não podemos permitir que o governo utilize da pandemia de Covid-19 e do atual estado de calamidade pública para penalizar aqueles que estão trabalhando em benefício da população e do País.

Juntos, somos mais fortes!

🔥78 Total de Visualizações