Sindjus-DF destaca requerimento apresentado pela Servir-Brasil, frisando que precisamos frear o avanço da PEC 32

A Frente Servir-Brasil, da qual o Sindjus-DF faz parte, entregou, nesta terça-feira (24/08), por meio de seu presidente, o deputado Israel Batista (PV-DF), requerimento (124/2021), ao deputado Fernando Monteiro, que é o presidente da Comissão Especial que analisa a Proposta de Emenda Constitucional n. 32/2020, pedindo que a tramitação da Reforma Administrativa seja suspensa.

No documento, o deputado Israel Batista solicita a paralisação dos trabalhos da comissão especial enquanto o Ministério da Economia não apresentar os estudos financeiros e impactos sociais da reforma.

Por mais que a Servir-Brasil já tenha cobrado, até agora o governo não apresentou os estudos contendo a metodologia de cálculo que embasa o discurso de que a Reforma Administrativa resultará em bilhões de reais de economia.

Importante destacar que nota técnica produzida pela Consultoria Legislativa do Senado refuta o discurso do governo, afirmando que os efeitos previstos de redução de despesas são limitados, especialmente no caso da União.

Diante das notícias recentes de que o relator da matéria na comissão especial, deputado Arthur Maia (DEM-BA) entregará seu parecer até o final desta semana, e de que o presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL) articula para que a Reforma Administrativa seja votada em plenário já no início de setembro, é urgente e necessário que paremos essa PEC.

No mesmo dia em que entregou o requerimento 124/2021, o deputado Israel Batista esteve na sede do Sindjus-DF conversando com os coordenadores do Sindicato, que tem se mostrado uma potente arma na defesa dos serviços e servidores públicos, combatendo essa Reforma Administrativa desde 2019, antes mesmo de ser enviada ao Congresso, de forma bastante efetiva e em várias frentes de batalha. O presidente da Servir-Brasil elogiou a atuação do Sindjus-DF, reforçando a importância do Sindicato nessa luta.

“A atitude da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público ( Servir-Brasil) de apresentar um requerimento para frear a PEC 32, reflete o espírito da nossa luta neste momento – deter, utilizando todas as vias legais e democráticas, o avanço dessa ameaça. Queremos mais debates. Queremos total transparência. Cadê os dados que atestam que essa Reforma Administrativa vai fazer bem para os cofres públicos e para a sociedade? O Sindjus-DF continuará trabalhando, com todo afinco, para impedir os danos dessa tentativa de desmonte do Estado. É momento de união e mobilização”, afirmou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

🔥68 Total de Visualizações