TRT-10 realiza levantamento sobre saúde mental dos servidores no contexto do teletrabalho

Preocupados com a saúde e qualidade de vida dos servidores que estão em regime de teletrabalho, o Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região realizou, pela segunda vez consecutiva, pesquisa com os funcionários do órgão. O TRT-10 é o primeiro Tribunal a realizar esse tipo de levantamento junto ao corpo técnico.

A pesquisa teve uma expressiva participação dos servidores e foi realizada em parceria com a Universidade de Brasília (UnB). O desembargador Brasilino Santos Ramos elogiou o trabalho que foi realizado pela Secretaria de Recursos Humanos do TRT-10.

“Estamos muito gratos por estarmos aqui mais uma vez analisando esses indicadores de saúde mental em função do teletrabalho. O que esse regime fez com a gente durante esse quase 1 ano e meio? Essa pesquisa vai nos balizar e trazer elementos muito importantes”, pontuou o desembargador.

A pesquisa usou como comparativo levantamento anterior realizado em 2020, que avaliou pontos do trabalho remoto como disciplina, concentração, organização do trabalho, satisfação e melhora nas relações de trabalho.

Um dos indicadores da pesquisa foi a percepção dos servidores do esforço que o TRT-10 tem feito para trazer mecanismo de melhorias da qualidade de vida no teletrabalho, como explicou Maria Júlia Pantoja, psicóloga da UnB.

“Os trabalhadores já estão conseguindo se organizar e a percepção é de que hoje eles dispõem de um espaço físico mais apropriado para execução das atividades físicas em teletrabalho”, disse ela.

O Sindjus-DF parabeniza o TRT-10 por essa iniciativa e vai atuar para que os demais Tribunais e órgãos do Ministério Público façam levantamento similar junto aos seus servidores.

“Iniciativas como essa são importantes para colher esse feedback dos servidores, a fim de identificar pontos de melhorias e avanços, bem como os que impactam negativamente, a fim de auxiliar nas diretrizes e no planeamento para garantir a saúde e bem-estar dos servidores, aliados a melhores entregas na qualidade dos serviços à sociedade” disse Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF

🔥73 Total de Visualizações