Relator da PEC 32 pode apresentar nova versão do texto, piorando o que já é ruim. Sindjus-DF segue firme na luta

Segundo apurado pela Direção do Sindjus-DF, que está em contato permanente com parlamentares e também por meio de sua assessoria parlamentar, há informações de que o relator da PEC 32 na Comissão Especial, deputado Arthur Maia (DEM-BA), pode apresentar outra versão de texto nesta quinta-feira (23/09), tornando ainda mais confusa essa proposta que é marcada por sucessivas idas e vindas.

E, de acordo com as informações recebidas, a redação tende a ficar ainda pior para os servidores, pois o relator pretende recuperar pontos polêmicos que foram suprimidos, tais como: a restrição das carreiras exclusivas de Estado; o art. 37-A, que dispõe sobre a privatização dos serviços públicos; e o prazo de 10 anos de duração do contrato temporário.

Portanto, precisamos ficar vigilantes e mobilizados, esperando qualquer coisa dessa turma pró-reforma, que não respeita as regras do jogo e faz de tudo para manter o “pior” na PEC 32.

Como já denunciado pelo Sindjus-DF, o presidente da Comissão Especial, Fernando Monteiro (PP-PE), tem ignorado as regras e atropelado o rito e tramitação da proposta para empurrar essa PEC do Mal de qualquer jeito.
Em mais uma manobra do grupo pró-reforma para facilitar a aprovação do texto, houve troca de cadeiras na comissão.

Foram designados os novos membros titulares:
Giovani Cherini (PL/RS); Paulo Ganime (NOVO/RJ); Lucas Gonzalez (NOVO/MG); e Marcel Van Hattem (NOVO/RS)

Também houve designação dos novos membros suplentes:
Leo Moraes (PODE/RO) e Isnaldo Bulhões Jr. (MDB/AL)

Essa prática indica que a base pró-PEC 32 busca reforçar seus votos na comissão, colocando deputados “fiéis” à reforma, uma vez que o movimento dos servidores conseguiu virar muitos votos, inclusive de deputados da base governista.

O Sindjus-DF está firme e mobilizado, marcando presença na Câmara desde as primeiras horas de hoje (23/09). “Nosso movimento é contínuo e tem recebido elogios de colegas de outros estados, de outras carreiras e de parlamentares. O Sindjus-DF, mais uma vez, prova que é referência de luta na defesa intransigente dos serviços e servidores públicos, fazendo um sindicalismo combativo, pautado no diálogo, na mobilização e na transparência”, comentou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

Venha para a nossa mobilização, ajude-nos a barrar a PEC 32!

🔥300 Total de Visualizações