Texto-base da PEC 32 é aprovado na comissão especial. Sindjus-DF chama toda a categoria às mobilizações da próxima semana

Na tarde desta quinta-feira (23/09), por 28 votos a favor e 18 contrários, a comissão especial da Câmara dos Deputados instalada para discutir a PEC 32/2020 aprovou o texto-base do substitutivo apresentado pelo relator Arthur Maia (DEM-BA).

A comissão ainda precisa analisar os destaques. Em seguida, a proposta irá ao plenário da Câmara, onde precisa ser aprovada por, pelo menos, 308 votos em dois turnos.

Durante todo o dia, os servidores manifestaram do lado de fora da Câmara enquanto dirigentes, tais como Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF, faziam o trabalho interno, conversando com deputados em busca de apoio para barrar a PEC.

Mesmo com as mobilizações e com a obstrução de deputados da oposição, que tentaram impedir a análise do texto, a comissão especial aprovou a última versão do substitutivo – a sétima, apresentada no dia de hoje.

Importante ressaltar que para conseguir os votos necessários, conforme já informado pelo Sindjus-DF, a base pró-reforma manobrou trocando 7 membros da comissão.

Na noite de ontem (22/9), o presidente da comissão especial, deputado Fernando Monteiro (PP-PE), juntamente com a tropa de choque governista, tentou atropelar os trâmites e votar a matéria a qualquer custo. No entanto, a sessão não prosperou.

Mas hoje, com o uso da máquina do governo, o grupo pró-reforma utilizou de todos os artifícios para aprovar o texto.

Luta continua

Não podemos desanimar ou desistir, pois a luta ainda não acabou. Os últimos dias demonstraram o desespero do governo que hoje não tem votos suficientes para aprovar a matéria no Congresso. Não há dúvida de que a base pró-reforma vai jogar pesado na tentativa de garantir a aprovação da PEC 32 no Plenário. No entanto, também vamos dar continuidade ao nosso trabalho, que já tem resultados bastante expressivos.

“Se o governo passou por um verdadeiro sufoco para aprovar a PEC 32 na comissão especial, no Plenário vai ficar ainda mais difícil para os defensores do desmonte do Estado. Temos conseguido o apoio de muitos deputados e vamos trabalhar mais e mais para que essa proposta naufrague”, afirmou Costa Neto.

O Sindjus-DF convoca toda a categoria, cada servidor do Poder Judiciário e do MPU, a comparecer nas mobilizações e atos da próxima semana, que será decisiva para esse embate que travamos desde o final de 2019. Não podemos desanimar, pelo contrário, devemos ter orgulho do que conseguimos fazer até agora, obrigando o governo a apelar e se utilizar de instrumentos escusos para conseguir avançar com essa proposta. Juntos, podemos barrar a PEC 32.

 

🔥184 Total de Visualizações