STJ adere à campanha “Sinal Vermelho” e reforça luta contra violência doméstica

Uma a cada quatro mulheres acima de 16 anos afirma ter sofrido algum tipo de violência no Brasil – tornando o país o quinto mais perigoso do mundo para a mulher viver. Os dados alarmantes comprovam a importância de se estabelecer campanhas como instrumento de denúncia contra a violência doméstica.

Com essa finalidade, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) aderiu, nesta segunda-feira (14/2), à campanha intitulada “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica”. O objetivo da campanha é divulgar um instrumento de denúncia para as vítimas.

Com a letra X escrita na mão da mulher, de preferência na cor vermelha, é possível denunciar, de forma silenciosa e discreta, a situação de violência. Quem perceber esse sinal na mão de uma mulher deve procurar a polícia para identificar o agressor.

O Sindjus-DF também apoia a campanha “Sinal Vermelho” e tem orientado toda sua equipe de colaboradores para auxiliar na identificação de agressões contra mulheres. “As instituições públicas e privadas têm um papel fundamental no combate e enfrentamento de qualquer tipo de violência contra a mulher”, pontuou Costa Neto, coordenador-geral do Sindjus-DF.

Órgãos de diversos Poderes têm integrado a campanha. Nesta segunda-feira, o STJ, em solenidade oficial, aderiu à iniciativa em evento virtual com a presença de diversas autoridades, como o presidente do STJ Ministro Humberto Martins.

No site da campanha é possível ter acesso a cartilhas, treinamentos e orientações de como denunciar agressores. Acesse e saiba mais.

🔥1.1 K Total de Visualizações